O que fazer em uma situação de evacuação predial?

 



Todos os temas em segurança do trabalho merecem muita atenção, mas o da evacuação predial é de extrema importância. Há alguns casos no Brasil e no mundo que demonstram que um bom plano de evacuação predial pode ter peso significativo entre uma situação de potencial tragédia e uma tragédia ocorrida de fato. Quando o assunto é evacuação predial, uma das situações mais lembradas é a ocorrida em 11 de Setembro de 2001, no World Trade Center; constata-se que, dentre os indivíduos que estavam localizados nos andares abaixo da zona de choque, 99% saíram do complexo comercial em segurança. Isso só foi possível por possuírem um bom plano de evacuação predial.

No Brasil, houve grandes incêndios prediais em que, infelizmente, não havia planos de evacuação predial e os resultados são os descritos abaixo:

- Incêndio no Gran Circus, 1961, Rio de Janeiro/RJ – 503 vítimas fatais, sendo 70% crianças;

- Incêndio no Edifício Andraus, 1972, São Paulo/SP – 16 vítimas fatais e 330 feridos;

- Incêndio no Edifício Joelma, 1974, São Paulo/SP – 180 vítimas fatais;

- Incêndio na Boate Kiss, 2013, Santa Maria/RS – 242 vítimas fatais e mais de 600 feridos.

          Embora haja inúmeros outros casos, os citados acima já são suficientes para nos conscientizarmos da gravidade desse tema e para que nos atentemos às dicas abaixo, as quais podem garantir uma evacuação predial rápida e segura:

- Mantenha a calma, caminhe (não corra) para a saída mais próxima;

- Não empurre, utilize as escadas, nunca o elevador;

- Ao dirigir-se até a saída, chame seus colegas de trabalho, caso esteja utilizando sapato de salto, retire-o, isso aumentará sua agilidade;

- Atente-se a pessoas nervosas e descontroladas, elas podem representar um risco para as demais;

- Não retorne para buscar objetos, deixe o local imediatamente, pois muitas pessoas se tornam vítimas fatais de um incêndio por não acreditarem na velocidade de propagação das chamas;

- Ao sair, feche todas as portas atrás de você, isso retardará a progressão do fogo. Caso esteja preso em meio à fumaça, respire pelo nariz em rápidas inalações, havendo possibilidade, molhe um pano e utilize-o como máscara;

- O ar próximo ao solo é melhor respirável. Portanto, procure rastejar até a saída;

- Se estiver preso em uma sala em chamas, mantenha-se abaixado enquanto procura uma janela na qual possa escapar do local ou chamar socorro;

- Ao deparar-se com uma porta, antes de abri-la toque-a com a mão. Se estiver quente, não a abra; se estiver fria, abra-a lentamente e mantenha-se atrás. Caso sinta calor ou pressão deslocando-se através da fresta, feche-a novamente;

 - Em casos extremos, se você não conseguiu sair, mantenha-se atrás de uma porta fechada e tente encontrar janelas, saídas de ar e abra-as totalmente;

- Nunca salte de prédios e mantenha-se longe de multidões para evitar pisoteamentos.

É primordial conhecer o equipamento de combate a incêndio para, em caso de emergência, utilizá-lo com eficiência. Conheça também detalhadamente o seu local de trabalho, isso lhe dará várias opções de salvamento. Possuir um plano de evacuação para o ambiente de trabalho é de extrema importância, principalmente em ambientes em que é grande o volume de pessoas ocupando um mesmo local. Lembre-se: por mais difícil que se apresente a situação, mantenha a calma, siga as instruções e acione o Corpo de Bombeiros.

Enviar um comentário

0 Comentários