Sul de Minas continua na Onda Amarela do programa Minas Consciente

 


O Sul de Minas continua na Onda Amarela do programa Minas Consciente, segundo as recomendações deliberadas na quarta-feira, 24, durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19. Três macrorregiões do estado mudaram de fase, duas delas regredindo para a onda vermelha. As macrorregiões Norte e Leste apresentaram piora nos indicadores que medem a evolução da pandemia da covid-19 no estado e regrediram para a onda vermelha do Minas Consciente, a mais restritiva do plano. Já a macrorregião Jequitinhonha apresentou melhora e avançou para a onda amarela. Na última semana, o número de casos da doença em Minas aumentou 4,5%, enquanto o número de óbitos cresceu 5,1% no mesmo período.

 Ondas

As macrorregiões Triângulo do Norte, Triângulo do Sul, Noroeste, Centro, Leste do Sul, Leste, Nordeste e Norte estão contempladas na onda vermelha do Minas Consciente. Já as macrorregiões Jequitinhonha, Vale do Aço, Oeste, Centro-Sul, Sudeste e Sul integram a onda amarela. Atualmente, nenhuma macrorregião mineira se encontra na onda verde do plano, a mais flexível.

Nesta terceira fase do Minas Consciente, todas as atividades ficam permitidas em todas as ondas, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação máxima de pessoas.

Enviar um comentário

0 Comentários