Atlético muda perfil de últimos anos e encorpa time-base para buscar taças

 


Depois de iniciar as últimas temporadas com várias contratações para mudar o perfil do grupo, o Atlético voltou a ter um ano com reforços pontuais para encorpar o time-base e lutar pelos principais títulos no futebol brasileiro e sul-americano. A diretoria optou por fazer apenas três contratações até o momento e a tendência é que esse número seja mantido.


O Galo trouxe, até agora o lateral-esquerdo Dodô, o armador Nacho Fernández e o atacante Hulk. A base da equipe com a qual o técnico Cuca vai trabalhar foi montada pelo ex-treinador alvinegro Jorge Sampaoli, que pediu vários reforços durante o segundo semestre do ano passado. 
Com o time já montado, coube à nova diretoria apenas buscar reforços pontuais. Em entrevista ao Superesportes, o presidente atleticano Sérgio Coelho disse estar satisfeito com o grupo atual, mas afirmou que vai conversar com Cuca sobre a necessidade de chegada de mais algum atleta.

“A gente fica esperando a avaliação do treinador para depois tomar as medidas que achamos adequadas. Mas sabemos que temos um grupo muito bem reforçado. Esse é o pensamento do presidente, não do treinador, porque ainda não conversei com ele, mas nosso grupo hoje não precisaria de reforços”, disse o mandatário.

O último ano em que o Atlético começou com apenas três contratações foi 2015. Naquela época, o time havia acabado de conquistar a Copa do Brasil e passava por mudança presidencial – como na temporada atual. Daniel Nepomuceno, que substituiu Alexandre Kalil, contratou o volante Danilo Pires, o armador Shermán Cárdenas e o atacante Lucas Pratto, que chegou ao clube com status de estrela.
Naquela temporada, o Atlético acabou eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores, para o Internacional, e da Copa do Brasil, para o Figueirense. Sob comando de Levir Culpi, o time foi campeão mineiro e brigou pelo título brasileiro com o Corinthians, mas acabou com o vice-campeonato.

De lá para cá, a temporada com menos reforços no início foi a de 2017, quando quatro jogadores chegaram: o zagueiro Felipe Santana, o lateral Danilo Barcelos, o atacante Rafael Moura e o volante Elias. Já na gestão de Sérgio Sette Câmara, o Atlético iniciou os anos de 2018, 2019 e 2020 com sete contratações em cada (veja todas na lista abaixo).

Contratações em início de temporada


2015 
Lucas Pratto, Danilo Pires e Shermán Cárdenas

2016
Hyuri, Erazo, Cazares, Robinho, Júnior Urso e Clayton

2017
Felipe Santana, Danilo Barcelos, Rafael Moura e Elias

2018
Arouca, Samuel Xavier, Erik, Ricardo Oliveira, Róger Guedes, Iago Maidana e Tomás Andrade

2019
Réver, Guga, Igor Rabello, Jair, Vinícius, Maicon Bolt e Papagaio

2020
Maílton, Hyoran, Allan, Guilherme Arana, Dylan, Savarino e Diego Tardelli

2021
Hulk, Dodô e Nacho Fernández

Super Esportes

Enviar um comentário

0 Comentários