Brasil tem dia mais mortal da pandemia e registra 1.641 óbitos em 24 horas

 


Em 24 horas 1.641 pessoas moreram no Brasil por Covid-19, segundo o balanço do Ministério da Saúde divulgado na noite desta terça-feira (2). Esse é o maior número de mortes divulgado desde o início da pandemia pelo Ministério. O total de óbitos pelo coronavírus no país chega a marca de 257.361.

Até então o recorde foi em 29 de julho de 2020, com 1.595 falecimentos na época. Os casos confirmados da doença na data (29/7) chegou a  69.074 contágios.

O número de novos casos divulgados pela pasta em um período de 24 horas no país chega a 59.925. O total de pessoas infectadas até esta terça-feira é 10.646.926 casos.

Estados

São Paulo está no topo da lista de casos (10.168) e de mortes (468) pelo vírus nos dois primeiros dias de março. Diante da situação, o governador Doria foi aconselhado a aumentar as medidas restritivas, incluindo o fechamento de igrejas. 

O Rio Grande do Sul é o segundo Estado com mais casos de Covid-19 (6.006 novos registros) e mortes (184). O Paraná ficou em terceiro em número de pessoas mortas pelo coronavírus (180 mortes) e nova infecções (6.174).

A região Sudeste, onde está o estado de Minas Gerais é a que em mais mortes em decorrência do novo coronavírus (628 óbitos). Na região, o número de casos nas últimas 24 horas ficou em 17.025.

Site instável

No dia com recorde de mortes pela doença, o site do Governo Federal que divulga informações do balanço ficou instável e o balanço foi divulgado após as 20h. Pouco depois das 20h20, quando o número dos casos e mortes ficou visível na página, as informações voltaram a sair do ar e o site continuou apresentando instabilidade.

O Ministério da Saúde foi procurado para comentar a instabilidade no site e o atraso na divulgação do balanço e até a finalização desta nota não havia retornado o contato.

Fonte: O Tempo

Enviar um comentário

0 Comentários