Coluna Agenda 21 - 19/03/2021

 


ÁGUA - ESSENCIAL SIM, MAS FINITA!

 O próximo dia 22 de março, Dia Mundial da Água, é uma data a ser lembrada, comemorada, merecendo uma reflexão especial mediante a sua importância.

         A importância da água para o planeta é de tamanha proporção por ser um elemento essencial para a sobrevivência dos seres vivos na Terra, além de fazer parte de inúmeras atividades dos seres humanos.

         Destaco que a falta de água pode ser uma ameaça considerando que ela é fonte de vida, pois estamos tão habituados à presença da água que só damos conta de nossa dependência dela quando ela nos faz falta.

        Um fato relevante é que a distribuição da água pelo planeta não é regular, sendo escassa em muitas regiões, influenciando na ocupação do espaço e seu aproveitamento pelo ser humano.

         Infelizmente muitas práticas humanas agravam ainda mais o risco desta escassez e um exemplo é o desmatamento, fazendo com que a água precipitada em forma de chuva escorra mais rapidamente, reduzindo a infiltração no solo e a sustentação dos cursos d’água, que desaparecem no período de estiagem ocasionando a seca.

        Nas cidades ocorre a impermeabilização do solo, com o excesso do uso do asfalto, cimento e calçamento, reduzindo a infiltração da água e consequentemente influenciando no abastecimento dos cursos subterrâneos.

         Ainda há a questão da preservação dos rios e manutenção das represas de abastecimento de água que requerem cuidados para redução da poluição e contaminação.

         Ora, usamos a água não só para beber, mas também para realizar muitas atividades que fazem parte de nossa rotina de vida, dentre elas, agricultura para produção de alimentos, indústria incorporada nos produtos e na limpeza dos espaços.

       E o cenário atual imposto pela pandemia está acarretando aumento significativo do consumo deste precioso líquido, merecendo uma atenção especial de todos para o seu uso consciente e atitudes para sua reutilização.

        A população de nossa cidade tem conhecimentos dos locais de onde vem a água que chega em nossas residências? Quais são os procedimentos legais de tratamento que a água recebe para se tornar potável? Quantas “minas” e/ou nascentes há em nossa cidade? Há algum planejamento estratégico elaborado para a proteção das mesmas? Como estão as políticas públicas relacionadas ao projeto do “reuso” das águas pluviais em nossa cidade?

         Mais do que reconhecer o Dia Mundial da Água como um alerta a todos, devemos nos conscientizar sobre nossos próprios hábitos de consumo da água, antes que se tornem frequentes o uso de racionamento ou a falta deste recurso natural no nosso dia a dia.

 

"Enquanto o poço não seca, não sabemos dar valor à água”                                                                                                                                                                                                                         Thomas Fuller


Engº Alencar de Souza Filgueiras
Presidente do Fórum Agenda 21 Local
Presidente do Conselho Fiscal do IBAPE/MG 




Contato : agenda21localvarginha@gmail.com

 

Enviar um comentário

0 Comentários