Covid: Pouso Alegre bate recorde com 312 casos e 7 mortes em 24 horas

 


Desde o início da pandemia, é a primeira vez que registro diário chega nesses números. Secretária de Saúde afirma que 'semana é muito difícil, com hospitais superlotados'.

Pouso Alegre bate seu próprio recorde de confirmações diárias de confirmação de casos e mortes por Covid-19. Em 24 horas o total de novos registros de pouso-alegrenses infectados pelo coronavírus foi de 312 e o número de mortes ficou em sete, conforme o boletim epidemiológico, divulgado na noite desta quarta-feira (24) pela prefeitura.

A única vez que houve um número maior de confirmações de casos de Covid em um único boletim foi no dia 17 deste mês, com 482 registros. Porém, os dados contabilizados eram referentes a dois dias, 16/03 e 17/03. Assim como o número de mortes, com o maior número entre os boletins veio no referente a segunda, dia 22, com oito casos, mas reuniu os dados de todo o final de semana (20/03, 21/03 e 22/03).

Com os novos dados, a cidade chegou a 142 vítimas fatais da Covid. O total de moradores infectados pelo coronavírus está em 9.645. Desde o início da pandemia, Pouso Alegre está em sua pior semana de confirmações de casos e mortes pela doença.

Em entrevista ao Terra do Mandu, a secretária municipal de Saúde, Sílvia Regina Pereira, afirma que ‘essa é uma semana muito difícil. Com hospitais superlotados’ (VEJA A ENTREVISTA EM VÍDEO ABAIXO). A ocupação de leitos de Unidade de terapia Intensiva (UTI) está em 121%. Já os leitos de enfermaria está com ocupação em 111%. A secretária explica que a situação é crítica, com o Hospital das Clínicas Samuel Libânio, referência no atendimento de Covid, e os demais hospitais particulares, no limite do atendimento.

Conforme a secretária, até o momento, nenhum paciente que precisou de leito ficou sem internação. Porém, Sílvia conta que já foi necessário pedir internação fora de Pouso Alegre e os hospitais da cidade tiveram que recusar pacientes vindos de municípios vizinhos.

 

Onda roxa e fiscalização

Pouso Alegre cumpre as deliberações da onda roxa estabelecidas pelo Governo de Minas Gerais, que prorrogou as medidas restritivas para mais quatro dias, indo até 04 de abril, domingo de Páscoa. A secretária de Saúde explica que, nessa semana, a incidência de novos casos deve continuar aumentando. Apenas após os 15 dias do protocolo da onda roxa que deverá haver uma redução de novas infecções.

Sobre a fiscalização de aglomerações e festas clandestinas, a secretária pede que a própria população pode ajudar nessa fiscalização. Segundo Sílvia, nem todas as denúncias são de responsabilidade do agente público; há limitações em certos casos, de churrascos e reuniões privadas, por exemplo.

Fonte: Terra do Mandu

Enviar um comentário

0 Comentários