Depois da resolução da ANA, lago de Furnas começa a subir

 


Medida que estabelece condições para os volumes dos reservatórios de Furnas e Mascarenhas de Moraes passou a valer no dia 22 de fevereiro.

Depois de alguns dias ter entrado em vigor a nova resolução da Agência Nacional de Águas (ANA), onde determina os volumes dos reservatórios de Furnas e Mascarenhas de Moraes, no Sul de Minas, o nível da represa subiu quase meio metro.

A ANA definiu e publicou no dia 17 de fevereiro, resolução que estabelece condições de operação para esses aproveitamentos hidrelétricos, com o objetivo de melhorar a acumulação nesses reservatórios, aproveitando o período chuvoso em curso.

As condições de operação excepcionais, complementares àquelas previstas nos atos de outorga dos empreendimentos, passam a vigorar em 17 de fevereiro com validade até 31 de maio deste ano ou até a revogação da Resolução ANA nº 63/2020.

Com as novas condições, ficam estabelecidas faixas de operação para cada um dos reservatórios definidas pelo volume acumulado observado e limites de vazão defluente nessas faixas.

Enviar um comentário

0 Comentários