Operação Odisseia apura autoria de crime de extorsão mediante sequestro ocorrido em Nova Resende, no Sul de MG

 


O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e as Polícias Civil e Militar deflagram na manhã desta quarta-feira, 24, uma operação destinada a apurar a autoria do crime de extorsão mediante sequestro de uma funcionária do Banco Brasil de Nova Resende e sua família, ocorrido no início de fevereiro deste ano. Na oportunidade foram arrebatados do banco o montante de R$ 244.028,00.

Nesta manhã, estão sendo cumpridos seis mandados de prisão temporária e sete mandados de busca e apreensão, nos municípios de Nova Resende, Campestre e Alfenas. A Operação Odisseia está sendo conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), núcleo Passos, e pelo promotor de Justiça de Nova Resende, em ação conjunta com as polícias.

Conforme o MPMG, na saída do banco, um dos criminosos foi preso em flagrante por policiais civis e militares que monitoravam a ação, os quais também recuperaram todo o dinheiro, além de duas armas de fogo subtraídas dos seguranças da agência bancária.

Até o momento as investigações apontam a participação de oito criminosos, dos quais um já havia sido preso em flagrante e outro já estava com a prisão preventiva decretada.

A operação conta com a participação de um promotor de Justiça, 25 policiais militares, 18 policiais civis e 12 policiais penais. Foram empenhadas nove viaturas da Polícia Militar e seis da Polícia Civil.

Fonte: Ministério Público de Minas Gerais


Enviar um comentário

0 Comentários