Público estrangeiro será impedido de entrar no Japão para Jogos Olímpicos

 


O Comitê Organizador das Olimpíadas de Tóquio anunciou neste último sábado (20) que torcedores estrangeiros não terão permissão para entrar no Japão durante os Jogos, reagendados para começar em 23 de julho, em meio às preocupações com a pandemia do novo coroanvírus.

Os ingressos para as Olimpíadas e Paralimpíadas comprados por residentes no exterior serão reembolsados, de acordo com um comunicado divulgado após uma reunião que incluiu o chefe do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, e o governadora de Tóquio, Yuriko Koike.

De acordo com o CEO do Comitê Organizador, Toshiro Muto, serão feitos reembolsos para cerca de 600 mil ingressos para as Olimpíadas e de 300 mil ingressos para as Paralimpíadas. Ele não informou quanto essa decisão custará aos Jogos. 

Além disso, não haverá nenhum tipo de compensação financeira para pessoas que já tinham feito reservas de hotéis no Japão para acompanhar as Olimpíadas ou as Paralimpíadas.

"É muito lamentável", disse Koike sobre a decisão aos repórteres após a reunião. Ela acrescentou que essa conclusão era "inevitável", uma vez que a prioridade para a realização de Jogos de forma bem-sucedida é a saúde dos atletas e do público japonês.

Os Jogos Olímpicos, adiados no ano passado devido à pandemia de Covid-19, estão programados para 23 de julho a 8 de agosto. Os Jogos Paraolímpicos estão previstos para ocorrer de 24 de agosto a 5 de setembro.

Neste sábado (20), o serviço de notícias da Kyodo também informou que o Comitê Organizador também está inclinado a impedir que voluntários estrangeiros ajudem nos Jogos, mas ainda não há uma decisão sobre essa questão.

Pesquisas mostram que a maioria do público japonês tem medo de permitir que espectadores internacionais assistam aos Jogos, enquanto o país luta contra o fim de uma terceira onda da pandemia.

Fonte: CNN

Enviar um comentário

0 Comentários