Queiroga diz que Saúde fará campanha por 'uso consciente' de oxigênio

 


O ministro da Saúde do governo Jair Bolsonaro (sem partido), Marcelo Queiroga, disse, nesta segunda-feira (29/03), que a sua pasta fará uma campanha pelo “uso consciente” de oxigênio em hospitais. De acordo com Queiroga, alguns centros médicos utilizam o gás em pacientes que não precisam, e, por isso, um protocolo será elaborado.

"Todos sabemos que muitas pessoas chegam aos hospitais e aí, às vezes, a primeira providência é colocar o oxigênio nasal em quem não precisa do oxigênio. Então, vamos tentar economizar. Vamos fazer grande campanha, junto aos profissionais de saúde, para o uso racional do oxigênio", disse o ministro durante audiência no Senado Federal.

Nos próximos dias, de acordo com o ministro, um protocolo será elaborado pela pasta para o uso racional do oxigênio.

Uso racional entrou em vigor em MG


A Prefeitura de Governador Valadares informou que mesmo com 100% de ocupação dos leitos públicos de UTI COVID-19, "a gestão do Hospital Municipal (HM) continua fazendo uso racional de insumos e oxigênio, mediante um plano de contingência emergencial para evitar falta desses materiais".

Para evitar a falta de medicamentos e insumos, aumentou os pedidos por meio de processo licitatório, mas tem encontrado dificuldades para fazer as compras nos laboratórios devido à indisponibilidade nacional, conforme divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
"É importante destacar que, se não houver a colaboração da população e não melhorarmos nossos índices de ocupação dos leitos, a situação pode se agravar e infelizmente chegaremos a esta situação de falta de medicamentos e insumos", informou a prefeitura, em nota.

Estado de Minas

Enviar um comentário

0 Comentários