São Paulo confirma primeira morte na fila de espera por leito de UTI

 


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, confirmou que a cidade resgistrou a primeira morte de paciente com Covid-19 na fila de espera por um leito de UTI. O caso, confirmado na manhã desta quinta-feira (18), foi registrado na zona Leste da cidade.

"Nós estamos aqui na cidade de São Paulo com 88% de ocupação de leitos de UTI. Infelizmente, nós já tivemos o primeiro caso, que aconteceu na zona Leste da cidade de São Paulo, de uma pessoa falecer sem conseguir atendimento", disse em entrevista à GloboNews.

Bruno Covas disse que o sistema de saúde está colapsando e que não há 'prazer pessoal' em restringir a circulação de pessoas na cidade mas, sim, a necessidade de frear o avanço do coronavírus.

"Só ontem na cidade de São Paulo eram 395 pessoas aguardando um leito de UTI", disse o prefeito, ressaltando o momento difícil na pandemia.

Novas medidas para conter o avanço da Covid-19 na maior cidade do Brasil serão anunciadas nesta quinta-feira, em entrevista coletiva. Segundo Bruno Covas, uma das medidas que está sendo estudada é a antecipação de feriados em São Paulo para incentivar o isolamento social.

O Tempo

Enviar um comentário

0 Comentários