Boa Esporte perde e fica em situação delicada no Mineiro



O Boa esporte foi goleado pelo Tombense em Varginha nesta quarta-feira, 14 por 1 a 4. O resultado coloca a equipe de Varginha em situação muito delicada. Tem de vencer os dois próximos jogos e ainda torcer contra Patrocinense e Uberlândia. O próximo compromisso é contra o Atlético Mineiro em Belo Horizonte, domingo, 18.

Sem dúvida, os visitantes exploraram as deficiências do sistema defensivo boveta. Muitos erros de saídas de bola acabaram culminando com a expulsão do zagueiro Alex Alves no início do segundo tempo, abrindo as portas para a vitória por goleada do Tombense. Some-se a isso a dificuldade que os atacantes do BEC têm de acertar o gol.

Logo aos 18 minutos, o primeiro gol do Tombense. Em cobrança de escanteio pela direita do ataque, a bola encontrou o centroavante Daniel Amorim que de cabeça marcou o primeiro.

O Boa foi pra cima e conseguiu um pênalti a favor aos 36 minutos. Fabinho recebeu passe em velocidade, na grande área, pela esquerda e foi tocado por trás por um defensor. Jefferson cobrou e a bola acertou o travessão.

Três minutos depois, o próprio Jefferson se redimiu empatando o jogo. Em cobrança de escanteio pela esquerda, o centroavante, na pequena área, conseguiu escorar a bola de cabeça e empatar. Dieguinho teve a chance de virar o marcador aos 41 minutos. Em troca de passes, Dieguinho, na entrada da grande área acertou belo chute para uma boa defesa do goleiro Felipe.

Nos acréscimos do primeiro tempo, o Boa sofre o segundo gol. Keké pega de voleio da meia lua e marca um lindo gol.

No segundo tempo, o Boa começa trocando passes no setor defensivo. Yuri Ferraz acaba sendo interceptado por Caíque ainda no campo defensivo boveta. O zagueiro Alex Alves, sem outra opção correu e conseguiu fazer falta evitando que o adversário entrasse na grande área. O juiz Felipe Fernandes de Lima mostrou cartão amarelo ao lateral direito. Alertado pelo quarto árbitro, Alexander Medeiros, de que seria uma oportunidade de gol, o árbitro retirou o amarelo e apresentou o cartão vermelho.

Com um jogador a menos, o Boa se desestruturou e abriu caminho para a goleada. Aos 10 minutos, outra vez Keké desta vez pegando rebote do goleiro Carlos Miguel marcou o terceiro. E aos 21 minutos, outra vez Daniel Amorim, marcou o quarto fechando o placar.

Boa:

Carlos Miguel; Yuri Ferraz (Gabriel Barbosa), André Penalva, Alex Alves e Carlos Henrique; Escuro (Thiago Peralta), Romeu, Leo Coca (Tiaguinho) e Dieguinho; Fabinho (Vagner) e Jefferson (Nicholas). Técnico: Luiz Gabardo.

Tombense:

Felipe; David (Elivelton), Wesley, Matheus e Manoel; Gildson, Paulo (Marco Antonio) e Éverton; Keké, Daniel Amorim (Rúbens) e Caíque. Técnico: Bruno Pivetti.

Enviar um comentário

0 Comentários