Coluna Agenda 21 - 09/04/2021

 


CUIDADOS COM MURO DE ARRIMO                                                                                                                                        

     Na esteira da “maior crise sanitária da nossa época”, como chamou a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil não ficou imune ao abalo provocado pelas restrições impostas à atividade econômica, pela queda na renda das famílias e pelos adiamentos de investimentos e projetos empresariais e pessoais.

    O início da vacinação no país renovou o otimismo, mas as dificuldades na imunização em massa e as novas cepas do coronavírus têm impedido avanços consistentes no mercado. 

      A necessidade de isolamento social para conter o avanço da Covid-19 fez os principais setores da economia entrarem em queda livre. Mas um seguimento da sociedade que praticamente não parou foi o setor da Construção Civil.

     Inserido neste setor destaco um item que comumente não gera preocupação quanto à elaboração de um projeto, sua execução e manutenção.

     Refiro-me ao muro de arrimo, isto é, uma estrutura de segurança necessária para conter deslizamentos em lotes e para segurar a terra de cortes e encostas, proporcionando estabilidade ao terreno.

     A construção de um muro de arrimo abrange as etapas planejamento, projeto, execução e manutenção, sendo que a qualidade e segurança final dependerão do procedimento técnico adotado no decorrer de sua execução referente a cada etapa.

     Às vezes deparamos com anomalias verificadas em muros de arrimos causadas por diversos fatores técnicos, dentre eles, falhas de identificação do solo, erros de projetos e execução.

     Ressalto que a elaboração de um projeto correto e a observância das técnicas construtivas, principalmente na fundação e drenagem, são cuidados necessários que reduzem significativamente os riscos de futuras anomalias no muro de arrimo. Também é de suma importância a contratação de mão de obra especializada para execução do muro, tomando cuidado para a correta verificação de nível tanto horizontal quanto vertical com a utilização do prumo.          

     Essencial e prudente é a contratação de um profissional habilitado e com conhecimento da área estrutural, que tenha conhecimento da Norma Técnica ABNT NBR 11.682/2014 - Estabilidades de encostas - que incorpora alguns critérios para a avaliação do muro de arrimo e dentre outras Normas Técnicas vigentes e afins.

     Nos períodos chuvosos, a estabilidade de um muro de arrimo bem estruturado e executado no entorno, quando necessário, faz toda a diferença para o bem-estar dos moradores de uma residência evitando que o mesmo entra em colapso causando acidentes graves além dos altos custos.

 Nesse caso vale o ditado “melhor prevenir do que remediar” e priorizar a qualidade técnica e a segurança familiar.        

                 

Engº Alencar de Souza Filgueiras
Presidente do Fórum Agenda 21 Local
Presidente do Conselho Fiscal do IBAPE/MG 
Contato: agenda21localvarginha@gmail.com

Enviar um comentário

0 Comentários