AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Em um ano setor hoteleiro de Varginha demite pelo menos 200 pessoas



 De acordo com o presidente do Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação de Varginha (SEHAV), André Yuki o setor hoteleiro foi um dos mais atingidos pela pandemia, junto com alimentação e eventos.

Ele conta que antes da pandemia a média de ocupação nos hotéis era de 90%. Durante a pandemia e antes da Onda Roxa estava em torno de 50%. Hoje essa ocupação caiu para 10% a 15% da capacidade.

Um hotel na cidade chegou a encerrar as atividades e pelo menos 200 pessoas nos 21 hotéis da cidade foram demitidas durante esse período.

Com a pandemia e a Onda Roxa, alguns hotéis tiveram que se adaptar, diminuindo a mão de obra, criando opções ou até encerrar as operações.

Como foi o caso do Podium Apart Hotel que teve que criar novas opções para conseguir seguir no ramo. Segundo a gerente comercial, o hotel é híbrido e conta com 42 flats (cozinha americana, sala, suíte e varanda) que estão sendo alugados para mensalistas. Hoje eles estão com 40 moradores e 20 suítes estão disponíveis para hóspedes. Outra adaptação foi um dos salões de eventos que foi dividido em salas comerciais com lojas e centro de estética. Eles alugaram um espaço para um restaurante da cidade que abriu uma unidade no hotel.

Outro hotel que também se adaptou e segue com uma baixa ocupação foi o TRYP Varginha Café Royal que além de se adequar a todos os protocolos de segurança, está recebendo apenas hóspedes que trabalham com serviços essenciais.

Carta aberta

Na última  segunda-feira (12/4) foi encaminhada para o governo de Minas Gerais uma Carta Aberta elaborada pela Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação – FBHA e assinado por 8 sindicatos de Minas Gerais. Eles pedem a retomada das atividades do setor hoteleiro, suspensão dos prazos de negativação das empresas na dívida ativa, ajuda salarial aos empregados do setor nos períodos em que foi Decretada a Onda Roxa, no valor de 80% do salário do trabalhado e outros temas.

O documento também será encaminhado para três senadores; os 57 deputados federais de Minas; o presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira e os 77 deputados estaduais. 

O grupo também enviou a Carta Aberta para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco e para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Agostinho Patrus.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.