Tártaro em Cães: Como prevenir e como tratar

 


Uma das coisas que nós, seres humanos, fazemos todos os dias é escovar os dentes. Mas você sabia que é preciso fazer essa escovação diária também nos cães?

Mesmo que eles só se alimentem de rações secas e alguns petiscos, é necessário cuidar da higiene bucal do seu bichinho. Pois, senão, problemas como o tártaro podem aparecer e afetar a saúde do seu pet.

O que é o tártaro?

O tártaro é um problema que afeta muitos cachorros, pela falta de cuidados com a sua higiene bucal. Algumas raças possuem mais propensão para sofrerem desse mal, como as de porte pequeno.

É importante verificar os dentes do seu cachorro com frequência. Essa doença bucal se forma a partir de bactérias que vão se instalando nos dentes e gengiva, por conta do acúmulo de restos de comida. Dessa forma, se mostra extremamente necessária a escovação diária.

O risco é tão grande que essas bactérias começam a corroer a gengiva do animal e podem chegar até a corrente sanguínea. Elas podem, então, ir até o coração, rins e fígado, colocando em risco a vida do bichinho.

Sim, o tártaro pode até causar a morte do seu pet, por isso muito cuidado!

Como identificar

O primeiro sinal de que seu cachorro está com tártaro é o mau hálito.

Conforme a doença vai avançando, os dentes começam a ficar amarelados e as gengivas passam a dar sinais de inflamação. Em casos mais graves, o cãozinho pode parar de se alimentar, por causa da dor causada pelo tártaro.

Como evitar

A melhor forma de evitar, como já dissemos, é fazer a escovação diária. 

Para evitar problemas, é sempre indicado acostumar o cachorro com a escovação desde filhote. Assim fica mais fácil de ele aceitar esse cuidado.

Mordedores higiênicos também podem ajudar a limpar os dentes.

Com a saúde bucal em dia, seu cachorro vai ter uma vida mais tranquila. Caso o cachorro já esteja com um quadro de tártaro, o melhor a se fazer é levá-lo a um médico veterinário. Não existem receitas caseiras para eliminar a doença, por isso procure a ajuda de um profissional.

Mesmo que seja feito o tratamento, o tártaro pode voltar. Por isso, lembre-se sempre de manter a saúde bucal do seu bichinho, para que ele tenha uma vida longa e saudável ao seu lado!

Fonte: Redação Geração PET


Renan Lenzi Silva
Empresário, Jornalista, Radialista e Estudante do 9º Período de 
Medicina Veterinária



Enviar um comentário

0 Comentários