AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Coluna fatos e versões com Rodrigo Silva Fernandes 14/05/2021



 Copasa vendendo ar?

O vereador Reginaldo Tristão solicitou ao Executivo municipal que envide esforços junto à Copasa e à Arsae, mostrando a necessidade de quando for instalar e/ou substituir hidrômetros, principalmente nos que foram trocados no ano anterior, seja instalado um bloqueador de ar ou, caso não seja possível, seja dada ao proprietário do imóvel a oportunidade de instalar um bloqueador de ar, fazendo assim referência ao TAC (Termo de Ajuste de Conduta) com base na Lei Estadual 12.645 de outubro de 1997. O edil solicitou também que Município de Varginha dê a transparência necessária à população informando que, todo cidadão ou cidadã tem o direito, quando comunicar sua vontade a Copasa, de ter o bloqueador de ar instalado antes do hidrômetro. O pedido é justo e tem fundamento, visto que os hidrômetros da Copasa realmente não possuem tecnologia para identificar e separar a água e o ar que circulam pela tubulação da empresa, neste caso, computando e cobrando por ar e não água que chega a casa do consumidor. O problema é antigo, e a legislação referente ao fato é de 1997. Desde então, o consumidor desavisado continua sem conhecimento de seus direitos e a Copasa continua relapsa na correção do problema, afinal, é mais lucrativo cobrar por ar na tubulação, do que ter a ética comercial de entregar apenas água limpa na casa do consumidor. Vamos aguardar para ver a resposta da Arsae, que é a Agência Reguladora de Saneamento e Esgoto de Minas Gerais. O agência tem realizado um impecável trabalho de regulação no setor, regatando a defesa do consumidor, que hà décadas vinha sofrendo com problemas envolvendo a Copasa e outras empresas do setor. A Arsae também recebeu o abaixo-assinado, com mais de 6 mil assinaturas de consumidores de Varginha pedindo a conferência e redução das tarifas da Copasa na cidade. Sabe-se que a Copasa não trata todo o esgoto em Varginha, além de falhar na entrega de água em muitos bairros. Ainda há esperança, vamos aguardar a resposta da Arsae!


A promessa que não saiu do papel

Foi realizado no Legislativo novo pedido para asfaltamento das principais vias rurais de Varginha. O pedido se fundamenta no movimento e na economia que envolve algumas estradas rurais, que são fundamentais para a sobrevivência de muitas famílias e também para o transporte de cargas e pessoas. Na verdade, o asfaltamento das principais estradas rurais de Varginha foi uma das promessas do ex-prefeito Antônio Silva, quando ainda em campanha. Na época o atual prefeito Vérdi Melo era o vice de Silva, portanto, também titular da promessa. Parece que tais asfaltamentos, se realmente saírem, ficará na mesma situação do Hospital da Criança, também conhecido como “puxadinho do Bom Pastor”. Que foi uma promessa de campanha de Antônio Silva que somente na gestão Vérdi Melo vai sair do papel. A conferir


Ego, vaidade e poder

Este começo de governo municipal tem sido, em geral, positivo à administração municipal. Varginha começou ano com a retomada de muitas obras, entrega de outras. A infraestrutura municipal está sendo repensada e redimensionada, diversos projetos de expansão empresarial na cidade e perspectiva da vinda de novas empresas que vão gerar emprego e renda para que tenhamos uma retomada da economia após a pandemia, que todos esperam passar após a vacinação. Contudo, algumas coisas não mudam, seja em qualquer governo ou dificuldade. A vaidade, as disputas de egocentrismo, disputas de poder continuam firmes no governo municipal. Vérdi Melo e Leonardo Ciacci superaram os 100 dias de governo com bons números na segurança pública, infraestrutura e habitação. Ainda se espera melhoras na saúde pública, que tem sido afetada pela pandemia, embora Varginha esteja dentro dos patamares esperados em relação ao Covid-19. Na gestão pública, o primeiro escalão continua com brigas e mutretas isoladas que são ignoradas pelo chefe ou desconhecidas por ele. O Soberdo e o Pavãozinho continuam se estranhando. Já no Legislativo, vida tranquila, para os servidores que não trabalhavam muito e agora estão em “home office”. Os dois “barões do Legislativo” controlam o andar da Câmara de seus cargos estratégicos, um não “bica outro, mas se matariam se pudessem”. Parte dos edis mantém distância do Soberbo e vão lutar para impedir que o primo do Soberbo retorne a presidência da casa, pelo menos no ano que vem. Já há planos para a sucessão da atual presidente da Câmara e tais planos não contemplam o PTB. A conferir as cenas dos próximos capítulos.


Brigar ou ser feliz

Passadas as eleições do Sindicato dos Servidores Públicos de Varginha - Sindserva, com a vitória da oposição, um clima de serenidade aparentemente tomou conta da instituição. Não se sabe se definitivamente, pois a oposição ganhou com discurso de “devassa, apuração de denúncias e conferencia de contas” o que pode render muito mais pano pra manga na maior instituição que representa os servidores públicos municipais. Além disso, a criação da Caixa de Assistência dos Servidores Públicos Municipais – Caserv, comandada pela antiga gestão do Sindserva, implica que ambos os lados tenham “braço forte para brigar, caso isso seja necessário”. Contudo, os indícios apontam que os servidores precisam das duas instituições Sindserva e Caserv unidas na defesa do servidor. Afinal, muitos serão os desafios que o serviço público vai enfrentar no futuro próximo. Existem propostas de mudanças legislativas que afetam os servidores, além de diversos casos isolados que atingem setores do funcionalismo e precisam do apoio das instituições. Qual será a escolha da atual gestão do Sindserva, brigar ou ser feliz?


Saúde e Política

O prefeito Vérdi Melo esteve na Capital mineira conversando com o secretário estadual de Saúde Fabio Baccheretti, juntamente com o deputado federal Diego Andrade (PSD). Na conversa o prefeito abordou diversas ações da área de saúde como a parceria do Governo de Minas com o Hospital Bom Pastor, que em breve terá ainda o Hospital da Criança, bem como a vacinação contra a covid-19 que têm suas vacinas distribuídas em Minas pelo Governo Estadual. A participação do deputado federal Diego Andrade na conversa tem um significado político. Andrade é um dos deputados federais que apoiaram Védi Melo na eleição, por meio do PSD, que agora pode assumir a secretaria municipal de Saúde em Varginha. Vérdi Melo já tem o nome apontado pelo PSD, está apenas vendo o melhor momento para a indicação. Ainda mais depois da mudança proposta de criar a superintendência de saúde dentro da secretaria municipal. A superintendência seria comandada pelo atual secretário municipal de saúde Luiz Carlos Coelho, que abriria vaga de secretário para a indicação do PSD. Outra importante estrutura de saúde que passou por mudanças e que também tem ligações como deputado federal Diego Andrade é o Hospital Regional do Sul de Minas. A instituição tem seu comando indicado pelo Governo de Minas, que não assume formalmente o Regional e sua dívida milionária em torno de R$ 100 milhões. Na indicação do Conselho de Administração do Hospital Regional, o Governo de Minas ouviu o deputado Diego Andrade para indicar o médico Frederico Nunes para o Conselho de Administração do Regional e depois para a presidência do mesmo Conselho, logo no começo da gestão Zema. Contudo, após diversas polêmicas envolvendo a dívida crescente do Hospital Regional, favorecimentos na escala de pagamentos a fornecedores e desentendimentos de Nunes na administração, o médico deixou a administração do hospital. Não se sabe se o deputado federal Diego Andrade vai indicar um novo nome para o cargo. Andrade sempre foi ligado a área de saúde, por onde passa muito recurso e também é uma área que envolve muitos de seus apoiadores, além de ser uma área sensível ao eleitorado e opinião pública.


Se a moda pega?

O prefeito de Passos, no sudoeste de Minas, disse que vai a Belo Horizonte cobrar repasses estaduais do Governo Zema para manter funcionando o Hospital Santa Casa em Passos. O Governo de Minas tem deixado a desejar nos repasses de verbas de manutenção aos muitos hospitais de Minas, muitos deles de propriedade do próprio governo estadual. Na verdade, o caso do Hospital Regional de Varginha é um caso crônico da falta de identidade de muitos hospitais por Minas Gerais. A quem pertence o Hospital Regional de Varginha? Ao governo estadual, ao município, ou é particular? Se o Regional não é do Governo de Minas, porque então o governo estadual é quem indica sua direção? Se o Regional não é do município de Varginha, então porque a Prefeitura de Varginha faz constantes repasses de recursos públicos municipais a instituições e também indica cargos no Conselho de Administração do Regional? Se o Hospital Regional não é particular, porque a instituição faz compras e contratações como se particular fosse? Sua gestão fica praticamente na mão de 4 ou 5 pessoas que fazem suas próprias regras de gestão, ignorando leis e regras inerentes as instituições públicas de saúde! Ainda não se sabe quem é o dono do Regional, mas se sabe quem atua na instituição e ganha dinheiro ali, bem como quem vende ao hospital e entre na “roleta russa” para ser ou não pago. A diferença básica é que em Passos, o prefeito foi ao Governo de Minas para cobrar os recursos que o Estado precisa dar para a manutenção básica de funcionamento, já em Varginha...


Namoro ou amizade?

Uma foto tirada na Prefeitura de Varginha em que aparecem o prefeito Vérdi Melo, juntamente com o deputado estadual professor Cleiton Oliveira (PSB), seu assessor Maurício e o ex-vereador e candidato a prefeito de Varginha em 2020 Rogério Bueno circulou nas redes sociais. Vérdi Melo e Rogério Bueno disputaram as eleições em 2020 e trocaram farpas na disputa. A foto pode indicar que os antigos adversários podem estar “se entendendo”. O que não deixa de ser uma surpresa, mesmo com a mansidão inerente ao estilo de Vérdi e Rogério Bueno. Será que a aproximação também vai envolver Zacarias Piva? Que também disputou as eleições com Vérdi. Será que esta reconstrução política tem relação com as eleições de 2022 quando o deputado estadual professor Cleiton Oliveira tentará a reeleição? Não sabemos. Alias, o ex-vereador Zacarias Piva, hoje no PSL, é nome certo nas urnas em 2022, mas ainda depende de construções partidárias para saber se sairá a estadual ou federal. É também certo que Vérdi Melo terá seus candidatos, e não serão poucos. O prefeito de Varginha disse que não terá “candidato exclusivo” e que apoiará todos que contribuírem com a cidade. O difícil será explicar isso aos candidatos.    


 Expocafé 2021 acontece na próxima semana

A Expocafé 2021 começa na próxima terça-feira, 18 de maio. O evento, que pela segunda vez será em formato totalmente online, contará com palestras, debates, dicas técnicas, apresentação de novas tecnologias e estandes virtuais para exposição e negociação de equipamentos e insumos para a cafeicultura. A programação, destinada a produtores, técnicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais que atuam em diversos segmentos da cadeia produtiva, poderá ser acompanhada pelo site www.expocafeoficial.com.br.

As atividades ocorrem até a sexta-feira, 21 de maio. Entre as atrações, está o 2º. Encontro Técnico da Expocafé que contará com painéis temáticos, sobre Inteligência Artificial, Tecnologias para a Cafeicultura  Familiar, e Gestão da atividade. Os debates acontecem entre os dias 18 e 20 de maio, com mediação de pesquisadores da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG). A participação se dará mediante inscrições prévias, que já podem ser feitas pelo site. O público poderá interagir com os palestrantes e debatedores, por meio do chat ao vivo. A Expocafé contará também com quadro s especiais como a Expocafé Mulheres e o Hub Conecta Café. O evento é organizado pela EPAMIG, pela Secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e pelo Governo do Estado de Minas Gerais, com apoio institucional da Prefeitura de Três Pontas, da Cocatrel, da Ufla, da Emater-MG e do Consórcio de Pesquisa Café. O mundo tecnológico esta ai, potencializado pela pandemia e isolamento. Segundo ano de Expocafé virtual. Novos tempos!



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.