AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Estudo desenvolvido na UFLA contribuiu para transformar coleta de água mineral na fonte em patrimônio cultural e imaterial de Caxambu

 


O ato de coletar água mineral nas fontes de Caxambu, no sul de Minas Gerais, tornou-se patrimônio cultural e imaterial do município, em uma iniciativa inédita no Brasil. O registro como Patrimônio Cultural e Imaterial é um instrumento legal que permite preservar, reconhecer e valorizar bens que contribuíram para a formação de uma comunidade, além de aumentar a arrecadação de receitas por meio do ICMS do Patrimônio Cultural. Essa foi a primeira vez - concretizada em fevereiro deste ano - que a prática de coletar água nas fontes ganhou esse status. Uma pesquisa desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Lavras (PPGA/UFLA) contribuiu para que a prefeitura do município tomasse a iniciativa. 

Aliada a estudos da Diretoria de Cultura da cidade, a pesquisa estimulou a Secretaria de Turismo a propor o registro.

A tese de doutorado do pesquisador Lucas Canestri de Oliveira, defendida em dezembro de 2020, analisou a coleta de água na fonte como prática cultural em três municípios do Circuito das Águas (Caxambu, Lambari e Cambuquira). Verificou-se que essa prática reflete consensos sociais herdados culturalmente.

 O estudo demonstrou o quanto esse ato está carregado de saberes, valores e consensos sociais construídos ao longo do tempo.


Fonte: Portal Ufla



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.