Governo de MG mantém o Sul de Minas na “Onda Vermelha”



O Governo de Minas Gerais anunciou nessa quinta-feira, 20, que a região sul do estado segue na “Onda Vermelha” do programa Minas Consciente. Apenas uma região do estado teve piora nos indicadores e regredindo de fase.

Segundo divulgação do Estado, a macrorregião do Jequitinhonha apresentou piora nos indicadores e vai regredir da onda amarela para a vermelha. Todas as outras regiões serão mantidas nas ondas definidas na semana passada. Assim, permanecem na onda amarela Norte, Sudeste, Triângulo do Norte e Vale do Aço. As regiões Centro, Centro-Sul, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Oeste, Sul e Triângulo do Sul seguem na onda vermelha.

No geral, os números gerais do estado apontam para uma melhora dos indicadores. O número de solicitações de internação em UTIs Covid teve queda de 6,71% nas últimas quatro semanas. Atualmente, a ocupação é de 78%, índice 3% menor que na semana anterior. A taxa de positividade se mantém estável em 37%, o que mostra a tendência de platô da pandemia.

Cautela

O secretário de Estado de Saúde, médico Fábio Baccheretti, afirma que, apesar de a capacidade assistencial do Governo do Estado ter sido restabelecida, o momento ainda exige cautela.

Estamos em um momento de incerteza. Tivemos uma queda no número de casos, os óbitos estão caindo bastante, mas o momento é de grande atenção para saber como será o comportamento daqui para frente. Algumas regiões estão mostrando picos, enquanto outras estão caindo. O estado voltou a ser heterogêneo e isso é positivo para que não haja um colapso geral, como há dois meses. Já conseguimos transferir pacientes. Mas todos os cuidados devem ser mantidos”, explicou.

Agência Minas

Enviar um comentário

0 Comentários