AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Jovem planejava realizar massacre na escola em que estuda em MG



 A Polícia Civil de Minas Gerais fez, na última segunda-feira (17), um importante alerta para os pais de adolescentes durante uma coletiva de imprensa realizada na  Delegacia da Divisão Especializada de Investigação aos Crimes Cibernéticos.

De acordo com a delegada Danielle Aguiar  Carvalho, uma adolescente estava planejando realizar um ataque contra a escola em que estudava, na região metropolitana de Belo Horizonte, e já havia postado mensagens sobre suas intenções nas redes sociais, sem que os pais da jovem imaginassem que a filha planejava realizar um massacre.  "O comportamento dos adolescentes tem mudado, sobretudo com o panorama atual e requer atenção dos familiares", alertou.  

De acordo com a delegada, a ação da Polícia Civil impediu o crime. "Foi evitada uma tragédia, não tenho dúvidas disso", afirmou. No quarto da jovem foram encontradas várias facas e até um facão. O celular da menor foi apreendido e foram encontradas mensagens de ameaça e outras conversas, onde a adolescente contava que também planejava também atacar parentes próximos. Danielle destacou que o objetivo da coletiva não é falar sobre a ameaça, mas sim fazer um alerta aos pais, por isso poucas informações sobre o caso específico seriam repassados. 

"Os pais e familiares precisam ser diligentes na condução da educação e na fiscalização dos atos de seus filhos. Conhecer o comportamento deles nas redes sociais e grupos de whatsapp. É importante que se faça essa fiscalização e que se esteja atento a qualquer mudança de comportamento". 

No caso em questão, os pais sequer sabiam que a filha estava mantendo as facas em seu quarto, sendo que elas não estavam escondidas ou guardadas em lugares de difícil acesso, assim como não acompanhavam as redes sociais da jovem.

"Às vezes, do nada, o adolescente começa a ficar furtivo, se isolar da família e não ter amigos. São os pais que devem manter um diálogo saudável com os filhos, mas também exercer sua autoridade, olhando as redes sociais, acompanhando os grupos que eles estejam participando no whatsapp ou qualquer outro aplicativo de mensagem. Isso é de extrema importância", ressaltou. 

'Ao menor sinal, os pais devem procurar ajudar e conversar, mas se for necessário, deve-se buscar ajuda profissional", explicou a delegada. 

Os pais que perceberem mudanças no humor e comportamento dos filhos adolescentes devem ficar atentos, principalmente se houver alteração nos hábitos noturnos. "Ao menor sinal, os pais devem procurar ajudar e conversar, mas se for necessário, deve-se buscar ajuda profissional", destacou. 


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.