AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Presa dupla que há 1 ano furtava peças de caminhão na Fernão Dias no sul de Minas



 A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante dois homens, um de 25 e outro de 42 anos, que estariam furtando, há mais de um ano, peças de caminhões que pernoitavam em postos de combustíveis, às margens da Fernão Dias, no Sul de Minas. As prisões ocorreram na última quarta e quinta-feira, 28 e 29, em São Gonçalo do Sapucaí, quando foi deflagrada a operação ‘Mão na Roda’, fruto de investigações iniciadas pela corporação após tomar conhecimento dos fatos. A partir do trabalho policial, os dois homens foram identificados e passaram ser monitorados. Homens de 25 e 42 anos vinham de São Paulo para furtar peças de caminhões no Sul de Minas. Eles agiam durante pernoite dos motoristas em postos de combustíveis. O prejuízo dos caminhoneiros supera R$ 130 mil. A polícia trabalha para identificar outros integrantes da quadrilha  A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante dois homens, um de 25 e outro de 42 anos, que estariam furtando, há mais de um ano, peças de caminhões que pernoitavam em postos de combustíveis, às margens da Fernão Dias, no Sul de Minas.  “Na noite de ontem, os policiais deram início às diligências de acompanhamento dos suspeitos, que culminou na prisão em flagrante de um deles nesta madrugada. O outro suspeito, conseguiu fugir no primeiro momento, mas foi rastreado ininterruptamente pela equipe, com a prisão sendo realizada na tarde desta quinta-feira.”, diz o informe da Polícia Civil. No posto em que um dos homens foi preso, os policiais apreenderam ainda o caminhão-baú que dava suporte logístico à dupla durante os furtos e as ferramentas usadas na retirada das peças.


Furtos ocorriam enquanto caminhoneiros dormiam

A dupla de criminosos se aproveitava do período de descanso dos motoristas para furtar pneus, rodas, servos de embreagem e outras peças. Enquanto os caminhoneiros dormiam, munidos de ferramentas específicas, eles partiam para a retiradas das peças. De acordo com as investigações, o prejuízo dos caminhoneiros vítimas da dupla pode ter superado os R$ 130 mil ao longo de pelo menos 1 ano. Conforme a Polícia Civil, os homens confessaram o crime após serem presos. A investigação se encarregará, agora, de identificar outros integrantes da organização criminosa. A dupla foi conduzida para a Delegacia de São Gonçalo do Sapucaí e, em seguida, encaminhada para o sistema prisional.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.