SESI e SENAI-MG investem R$ 120 milhões em novas unidades, ampliação e melhorias na rede



 Mais educação e melhor formação para Minas Gerais. O SESI-MG, voltado para a Educação Básica, e o SENAI-MG, com foco em ensino profissionalizante, estão unidos para a realização de um investimento robusto para oferecer para a sociedade e para a indústria mineira ensino de qualidade e mais oportunidades. Até o fim de 2023, serão destinados R$ 120 milhões em obras para a construção de três novas unidades, para a reforma e ampliação de outras escolas e para compra de equipamentos que atendam todos os alunos da rede que conta com mais de 90 unidades educacionais em todo o estado de Minas Gerais.

Os investimentos serão realizados em melhorias da infraestrutura física, com ampliação e adequação de espaços, novas unidades e em equipamentos tecnológicos de última geração, alinhados com as demandas industriais. Na rede de unidades do SENAI-MG, serão reformadas 34 escolas com investimentos na ordem aproximada de R$ 15 milhões.

Até dezembro de 2023, três novas unidades SESI-MG serão entregues no estado, sendo uma localizada no Barreiro, em Belo Horizonte, outra em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e uma em Contagem, com uma proposta inédita para a rede da entidade, com a oferta de ensino bilíngue. Com as novas escolas, será possível ampliar o número de alunos atendidos em mais seis mil estudantes.

Já as unidades do SESI-MG de Uberaba, Pedro Leopoldo, Uberlândia, Divinópolis, Ubá e Alvimar Carneiro de Rezende, em Contagem, estão sendo reformadas e ampliadas, com previsão de término das obras em dezembro de 2021. Santa Luzia e Itaúna terão suas unidades com as reformas finalizadas até janeiro de 2022, já Governador Valadares e a unidade Mariza Araújo, em Belo Horizonte, em dezembro de 2022. A partir das obras de ampliação, cada uma das escolas poderá atender mais 500 alunos, o que vai permitir um incremento de mais cinco mil estudantes na rede. "Estamos ampliando escolas e construindo novas unidades. Além disso, parte significativa desse investimento está sendo usada para aquisição de equipamentos tecnológicos. Os nossos alunos terão acesso a robôs, óculos de realidade virtual e tablets. Nossa intenção é transformar as escolas do SESI nas mais tecnológicas de Minas Gerais e permitir que os estudantes possam se inserir, de fato, no mercado de trabalho e nos estudos com o mais alto nível", afirma o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), Flávio Roscoe.

Enviar um comentário

0 Comentários