AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

A importância do acompanhamento fonoaudiólogo ainda na infância



 A fonoaudiologia infantil vai muito além do que simplesmente auxiliar as crianças em seu aprendizado da fala. Estes profissionais são os responsáveis também pelos cuidados de audição, articulação de fala e voz, linguem oral (falada), leitura e escrita. Nesse texto, a fonoaudióloga da Atenção Primária à Saúde da Unimed Varginha, Francisca Paula Brasil, irá explicar um pouco mais sobre o papel da fonoaudiologia infantil em seu dia a dia, além de exemplificar em quais momentos essa profissão demonstra sua importância.

Quais são os benefícios do acompanhamento fonoaudiólogo na infância?

R: Desde os primeiros dias de vida, a intervenção fonoaudiológica poderá contribuir para diagnosticar precocemente alterações que possam ocorrer tratar e minimizar suas consequências e também auxiliar na prevenção e orientações aos familiares. O fonoaudiólogo é o profissional capacitado e habilitado, para realizar os exames do teste da orelhinha, teste da linguinha e realizar as orientações para uma amamentação adequada, na pega correta, sucção e deglutição.

Desde os primeiros meses de vida, os bebês já precisam ser estimulados, para que desenvolvam a linguagem, fala e habilidades auditivas. Como o bebê já começa a se comunicar desde seus primeiros momentos, através de choro, sorrisos, gritos, balbucios e gestos, os pais precisam estar atentos aos sinais de possíveis atrasos e procurar ajuda para avaliação e orientações.

Quais os sinais de alerta que demonstram a necessidade do acompanhamento profissional?

R: Nos primeiros dias de vida, se o bebê apresentar alterações na sucção ou deglutição em sua mamada, deve-se procurar um fonoaudiólogo.

 No primeiro momento da infância, caso a criança apresente dificuldade em habilidades como comunicação com o meio e as pessoas.

O bebê reage a toques, estímulos sonoros e visuais? Caso não estes são alguns sinais de alerta.

No primeiro ano de vida, caso a criança apresente atraso no processo de fala, ele pode fazer parte de seu processo de desenvolvimento. Mas, uma avaliação sempre contribui para orientações ou intervenções necessárias.

Esse acompanhamento interfere na educação das crianças?

R: Sim, se a criança sofrer alterações auditivas, atrasos na fala e linguagem, resultará em dificuldades de aprendizagem no período escolar. Então é fundamental o acompanhamento para um melhor desempenho e prevenção de alterações.

Como é o acompanhamento e o seu tempo de duração?

R: O acompanhamento é realizado de acordo com as alterações diagnosticadas. Podem ocorrer nas áreas de linguagem, da fala, da voz e audição ou motricidade oral.

Para cada um individualmente, elaboramos um plano terapêutico após a avaliação. O tempo de duração depende de cada paciente e de seu quadro clínico. Caso não tenha tido o acompanhamento durante a infância, o adolescente ou jovem pode se beneficiar do acompanhamento tardio?

R: Sim, com certeza! Se o diagnóstico não foi precoce, iniciamos o tratamento assim que o paciente nos procura. Ocorrem também os casos em que o indivíduo apresenta alterações após a infância, já quando jovem, adulto ou idoso.

Pode citar quais são os problemas mais decorrentes que o profissional fonoaudiólogo ajuda?

R:Atraso na fala e linguagem

Alterações auditivas de todos os graus

Alterações de motricidade oral

 Alterações de deglutição

 Alterações vocais

Gostou desse bate papo? No site do Grupo Empresarial Unimed Varginha você encontra essas e outras informações sobre saúde, bem-estar e qualidade de vida! Acesse: www.unimedvarginha.coop.br.




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.