Cemig volta a alertar sobre os riscos de soltar pipas próximo à rede elétrica



Uma tradição muito popular, a prática de soltar pipas e papagaios, tem causado prejuízos. O meio do ano geralmente é um período propício para esta brincadeira por causa do aumento da incidência dos ventos e, diante disso, a Cemig alerta que a prática perto de redes de energia elétrica pode ocasionar desligamentos emergenciais e acidentes graves.

Somente nos cinco primeiros meses de 2021, ocorrências relacionadas a pipas prejudicaram mais de 285 mil pessoas em Minas Gerais com falta de energia. Em 2020, os incidentes com pipas causaram 2.796 ocorrências na área de concessão da Cemig, afetando cerca de 740 mil mineiros.

O gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig, João José Magalhães Soares, destaca que a aproximação indevida e o uso de cerol e linhas chilenas têm sido os motivos dos principais acidentes com a rede elétrica da companhia.

O cerol e a linha chilena são proibidos em Minas Gerais pela Lei 23.515/2019, que prevê a aplicação de multas às pessoas que manuseiam ou comercializam esses itens, além da possibilidade de incriminar os responsáveis pela sua utilização.

Cuidados

- Praticar esse tipo de brincadeira em locais descampados e longe da rede elétrica;

- Não subir em lajes para soltar pipas, pois há risco de cair;

- Nunca tentar resgatar pipas presas na rede elétrica ou em árvores, pois o risco de acidentes;

- Tomar cuidado são os fios partidos. Caso a pessoa se depare com um, não deve se aproximar ou tocar no cabeamento.

A recomendação em caso de acidentes com a rede elétrica é ligar imediatamente para o Fale com a Cemig, no número 116, que funciona 24 horas por dia.

Enviar um comentário

0 Comentários