AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Coluna com Luiz Fernando Alfredo - 17/06/2021



 O Brasil tem muitos burrinhos, mas é a minoria esmagadora

Conseguimos através de um amigo, físico teórico da cidade de Campinas, alguns exemplares da revista “Nature”, editada semanalmente na Inglaterra desde o ano de 1869 e sua especialidade é publicar artigos científicos, evidentemente após uma triagem rigorosa e muitos dólares pagos pelos publicantes. Enfim, estes exemplares tinham propostas sobre o sars-coV-2 – novo corona vírus.  A COVID-19 é uma doença infecciosa causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) e tem como principais sintomas febre, cansaço e tosse seca. 
Alguns pacientes podem apresentar dores, congestão nasal, dor de cabeça, conjuntivite, dor de garganta, diarréia, perda de paladar ou olfato, erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas apresentam apenas sintomas muito leves.
 A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento hospitalar. Uma em cada seis pessoas infectadas por COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldade de respirar.
 As pessoas idosas e as que têm outras condições de saúde como pressão alta, problemas cardíacos e do pulmão, diabetes ou câncer, têm maior risco de ficarem gravemente doentes. No entanto, qualquer pessoa pode pegar a COVID-19 e ficar gravemente doente.  É de bom alvitre citar que estes dados acima eram durante um período desde o início da pandemia, hoje felizmente dados aponta uma redução de óbitos daqueles com mais de sessenta anos, cuja comprovação positiva deverá ser os resultados da vacina, ainda que haja algumas imprevisibilidades dos imunizantes quanto a eficácia de alguns e efeitos colaterais.
 Quanto ao tratamento profilático, precoce continuam a polarização antagônica, mas daí para frente não temos autoridade acadêmica para comentar. A OMS – Organização Mundial da Saúde demonstrou desde o início da pandemia, o quanto é política e com ligações intrínsecas com a Republica Popular da China, tanto que ela não teve liberdade de investigar com precisão, as causas da pandemia e sequer o número de óbitos daquele país comunista. No planeta temos 195 países, praticamente todos infectados, os países mais populosos, acima de 200 milhões de habitantes são sete, o Brasil está em sexto lugar com duzentos e treze milhões de habitantes e o Brasil é o quinto pais entre os maiores do mundo, perdendo apenas, para Rússia, China, Canadá e Estados Unidos.
 O Brasil concorre em tamanho e população com China, Índia, Estados Unidos,  Canadá, e Rússia sendo que quatro destes países têm matéria prima e fabricantes de vacinas, o Brasil está na iminência de produzir em grande escala. Agora vejamos a China, Índia e Rússia não são transparentes, suas informações são duvidosas, isto todos sabem, a china tem l.439 bilhões de habitantes, a Índia l.380 bilhões, a Rússia não chega 200 milhões, o Brasil 213 milhões e os Estados Unidos 331 milhões. Vamos tirar o Brasil e compararmos, os Estados Unidos com os demais países mais populosos do mundo; o mesmo tem mais mortes em números absolutos do que os demais, com toda sua estrutura, tecnologia, renda “per capta”, é bem difícil de acreditar. E passando pelo Brasil com números tão altos, dado às identidades de um dos maiores em tudo, ou seja, tamanho, população e corrupção.  Com todos estes dados, sabendo que até o momento, o número de perguntas é infinitamente superior ao número de respostas sobre a covid 19, com a maior parte dos médicos, simplesmente assistindo e tratando de acordo com a sua aptidão em prescrever.
 Agora se os pacientes são curados sem uma certeza se foi sorte, ato divino ou resposta do organismo, e outros não conseguem indo a óbito, o que lamentamos muito, tudo é controvérsia ou achismos, afinal a ciência não pronunciou nada e provavelmente continuarão em silêncio, apostando na vacina. Com estas constatações vamos explicar o porquê do título deste texto, perguntando: Será que merecemos ser tratados de “burros” também, pela CPI da pandemia no Senado e pela mídia sem vergonha? Se há genocidas estão na China, onde ninguém quer enfrentar, seja por motivos econômicos ou bélicos, assim sendo, por que estamos perdendo tempo com esta palhaçada de investigações tendenciosas? Como é que estes vagabundos, mesmo que tendenciosa, política e covardemente vão provar que o Governo Federal é genocida? Se não estivermos enganados, a Ministra Rosa, pode ter acabado com a CPI, ao decidir que o governador do Amazonas fosse à comissão somente se quisesse, como ele não foi (quem deve treme), os outros não irão. 
Lógico foi mais uma situação pouco restritiva do STF. Podemos ter alguns burrinhos neste imenso país, mas são poucos fanáticos, maldosos, ladrões e traiçoeiros da pátria e vão “quebrar a cara” com certeza. A propósito, varginha registra 245 óbitos de 2020 até 15/06/2021 muito triste, porém,  é 0,02 % da população do Município, ainda bem que nossa cidade está na vanguarda da probidade, afirmamos com propriedade.
 Que Deus console todas as famílias enlutadas e proteja nossa linha de frente da saúde e os internados em hospitais.  E vamos continuar com as medidas preventivas do distanciamento, máscaras e higiene, pois o imanente e o transcendente, ou seja, físico e metafísico ajudam muito, mas é importante fazermos nossa parte.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.