AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Confiança do empresário se mantém baixa no segundo trimestre de 2021

 


De acordo com a pesquisa do Índice de Confiança do Empresário (ICE), realizada pelo Departamento de Pesquisa do Grupo Unis, em parceria com o GEESUL e Cesul Lab, os empresários da região ainda mantêm-se receosos quanto à situação atual de mercado.

O índice geral de confiança (que apresenta uma média da visão atual e futura) apresentou o valor de 96,42, um aumento de 1,09 em relação à última sondagem feita em março deste ano, o que mostra uma estabilidade na percepção do empresariado. No que se refere ao índice do trimestre atual, o resultado foi 93,17, aumento de apenas 0,34 com base na pesquisa anterior. 

Já, quanto às perspectivas para o 3° trimestre de 2021, o índice futuro atingiu o resultado de 99,67, uma alta de 1,84 em relação à última pesquisa.

Analisando de forma mais específica cada um dos quesitos é notório que no contexto atual o melhor resultado foi em relação às Contratações (112 pontos). Isso demonstra que entre as empresas pesquisadas prevalecem as situações de manutenção e contratação de colaboradores em detrimento das demissões. 

Como já salientado anteriormente, esse resultado é importante para uma melhoria do mercado de trabalho e da geração de renda. Importante destacar que apenas outro quesito ficou no campo positivo: Segmento de Atuação da Empresa (105 pontos). Todos os demais quesitos ficaram no campo negativo (abaixo de 100 pontos) com destaque, mais uma vez, para a Economia Nacional (62 pontos). Este resultado mostra que o empresariado continua com uma visão bastante negativa sobre a situação econômica do país.

Para o professor Pedro Portugal, há uma certa desconfiança quanto ao comportamento da inflação e à realização de reformas ainda neste ano, como, por exemplo, a reforma tributária que seria fundamental para alavancar um processo mais forte e contínuo de recuperação econômica.

O professor Guilherme Vivaldi, aponta que essa pesquisa é um termômetro importante para o empresário entender o cenário de investimentos na cidade. O ICE é um dos vários indicadores que hoje Varginha e região podem utilizar para melhorar a gestão dos negócios, assim como o ICB – Índice de Cesta Básica e as pesquisas de Intenção de Compras, que são desenvolvidas pelos parceiros: Departamento de Pesquisa do Unis, Cesul Lab, Levante Sul de Minas e GEESUL.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.