AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Decreto pune com multa de R$ 10 mil quem fizer festa em cidade sul-mineira

 


Decreto do prefeito de São Sebastião do Paraíso, Marcelo de Morais, que vale desde o último sábado (12/6), prevê multa de R$ 10 mil aos responsáveis pela locação cessão, aluguel, empréstimo a qualquer título de imóveis e espaços privados destinados a realização de festas, reuniões e eventos de qualquer natureza.

O decreto inclui chácaras, sítios, fazendas ou locais fora do zoneamento urbano, independentemente do número de pessoas. O responsável pelo evento, o proprietário do local, bem como o síndico (em se tratando de condomínios) que infringir a lei será penalizado.

"As ações neste momento em que estamos vivenciando é para de fato punir aqueles que estão ainda enfrentando os poderes constituídos a serem duramente penalizados em fazer festas ou eventos clandestinos neste momento de tamanho cuidado que estamos tendo. Infelizmente tem gente que só com valores altos que muitas entendem o que deve ser feito”, disse o prefeito de Paraíso.

Apesar da multa alta, segundo o prefeito, não houve festas na cidade nesse fim de semana do Dia dos Namorados e a Prefeitura trabalhou com três brigadas. Não foi aplicada nenhuma multa ainda com o novo valor.


Reunião

A situação grave resultou em reunião entre o prefeito de Sáo Sebastião do Paraíso, Marcelo Morais e prefeitos das cidades da microrregião para avaliação da situação. São Tomás de Aquino e Jacuí chegaram a decretar lockdown para tentar conter o avanço da doença.

São Sebastião do Paraíso registrou somente na sexta-feira (11/6) mais 149 novas notificações elevando o total para 208 que agora totalizam 14.884. Também surgiram novos casos de pessoas que testaram positivo elevando para 5.059 os casos confirmados. São Sebastião do Paraíso recebeu dois respiradores do ex-deputado federal Renato Andrade para usar no Centro COVID.


Fonte: Tv Minas.com


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.