AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Ministério da Saúde reforça importância da vacinação contra a gripe durante a pandemia



 Nove grupos prioritários estão incluídos na terceira etapa da campanha de vacinação contra a gripe. Com início na última  quarta-feira (9), essa fase vai incluir pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento, das forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade. Para toda a campanha, a meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% dos 79,7 milhões de brasileiros que fazem parte do público-alvo da campanha, que vai acontecer até 9 de julho. O Ministério da Saúde já distribuiu mais de 58,3 milhões de doses do imunizante contra a gripe para todo o país. Nas duas primeiras etapas da campanha, foram vacinadas pessoas acima dos 60 anos, professores, crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); povos indígenas e trabalhadores da saúde. Mas, as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários das etapas anteriores, e que por algum motivo não receberam a vacina influenza, ainda podem buscar os postos de saúde na vigência da campanha. “É importante reforçar a necessidade de imunização para evitar a transmissão da gripe e diminuir o risco de internações e mortes pela doença. Considerando a pandemia da Covid-19, quanto mais pessoas estiverem protegidas das complicações causadas pela gripe, menos sobrecarga para o sistema de saúde”, afirma o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros. Ele destaca ainda que o objetivo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é proteger os grupos mais vulneráveis e evitar as complicações e óbitos pela doença. 



Fonte: Ministério da Saúde


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.