AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Saiba como foi o cerco final a Lázaro Barbosa, morto após 20 dias de fuga



O cerco final a Lázaro Barbosa teve início após vizinhos da ex-sogra do 'serial killer do DF' terem avisado à Polícia Militar de Goiás do indicativo da presença dele na casa dela. Lázaro estaria se escondendo no local desde sábado e, na noite desse domingo, os PMs foram ao local, avistaram o criminoso, mas ele conseguiu escapar por matagal que fica nos fundos do imóvel. 

Segundo o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, Lázaro foi flagrado por câmeras circulando pela região armado e, por volta de 22h30, teve início o cerco final. 

Vizinhos relataram ao portal G1 que os PMs pediram que Lázaro se entregasse, mas ele teria fugido para a mata. Segundo o secretário de Goiás, antes disso, ele fez ameaças aos policiais. "Ele ameaçou os policiais. disse que se entrassem na mata ia dar tiro na cara", afirmou Rodney Miranda. 

Reforço policial foi deslocado para a região para ajudar na captura de Lázaro Barbosa. Um cerco foi feito durante a madrugada. 

Pela manhã, a ex de Lázaro foi levada à delegacia para prestar depoimento sobre suposta colaboração na fuga do criminoso. A polícia investiga a suspeita de uma rede de colaboradores ter ajudado nos 20 dias de fuga. Um fazendeiro foi preso por ter dado cobertura a Lázaro na fuga. 

Nesta manhã, dez horas depois de Lázaro ter sido avistado pelos PMs, o 'serial killer do DF' trocou tiros com a polícia. "Ele descarregou a pistola nos policiais", disse o secretário de Goiás. Lázaro foi baleado no confronto. Imagens que circulam nas redes sociais mostram o corpo dele com mais de 10 perfurações de tiros na parte superior do corpo. 

Os policiais ainda levaram Lázaro para o hospital, mas ele já chegou sem vida. 

A Polícia Civil de Goiás investiga agora se outros envolvidos nos crimes e quais os interesses por trás. "Ainda temos algumas pessoas para investigar e prender", reforçou o secretário Rodney Miranda.

O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.