AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Sete mil turistas são esperados em Monte Verde neste feriado



 O distrito de Monte Verde, em Camanducaia, permanecerá aberto para os turistas no feriadão de Corpus Christi. De acordo com o secretário de Turismo, Bruno Rosa, as regras já estabelecidas no decreto de reabertura das atividades, após a onda roxa, serão mantidas.

Para os quatro dias deste feriado, a estimativa é que 7 mil pessoas visitem Monte Verde, considerado o principal destino para o turismo de inverno em Minas Gerais.

Depois de amargar prejuízo de cerca de R$ 15 milhões durante os 30 dias em que a cidade ficou fechada, na onda roxa, foi adotado o turismo consciente.

O controle começa na entrada do distrito. Os visitantes encontram uma barreira sanitária, que funciona 24 horas por dia.

Os turistas têm a temperatura aferida e a reserva de hospedagem é checada, para quem for pernoitar em algum hotel ou pousada.

Os hotéis e pousadas de Monte Verde estão operando com o limite de ocupação em 60%, sendo obrigatório o cadastro das reservas no sistema. Já restaurantes, bares e lanchonetes devem limitar quatro pessoas por mesa e proibir a junção de mesas. 

Também fica vedado o consumo em pé nos estabelecimentos.

De acordo com a prefeitura de Camanducaia, durante o feriado a fiscalização a essas medidas será intensificada.

“Nossa ideia desde a reabertura não mudou. É trabalhar com muita responsabilidade, com muito cuidado sanitário para que não tenhamos novamente a onda roxa aqui no Sul de Minas", afirma o secretário de Turismo de Camanducaia, Bruno Rosa.


Onda roxa deixou prejuízo de R$ 15 milhões em Monte Verde

O fechamento do turismo e do comércio de Monte Verde, em razão da adesão à onda roxa, que vigorou entre março e abril desse ano, gerou um prejuízo de, aproximadamente, R$ 15 milhões ao distrito de Camanducaia.

O levantamento, realizado pela Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região (MOVE), analiou o impacto dos 30 dias de paralisação.

A presidente da MOVE, Rebecca Wagner, defende que as consequências da pandemia poderiam ser abrandadas com consciência e segurança, "sem uma radicalização prejudicial aos meios de sobrevivência da população".


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.