AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Setor industrial mineiro contribui com ações no combate a Covid-19



FIEMG une empresas do setor para mitigar impactos da pandemia para os mineiros


 A Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), representando o setor produtivo do estado, adquiriu 200 câmaras frias que servirão para o armazenamento das vacinas contra a Covid-19. A entrega simbólica dos equipamentos ao Estado foi realizada no dia 26/05, na sede da Federação, e o governador Romeu Zema agradeceu o engajamento e apoio do setor produtivo. “É uma doação de suma importância para o combate à pandemia. O lote doado pelo setor industrial será distribuído para as cidades que mais precisam”, afirmou, lembrando que o governo estadual vem se empenhando no processo de vacinação. “O que mais queremos é vacina nos braços dos mineiros”, ressaltou.  

 A iniciativa da FIEMG, por meio de seu Conselho Estratégico, que reúne os principais industriais de Minas Gerais, como Rafael Menin, da MRV, e Eugênio Mattar, da Localiza, integra as ações da campanha Unidos pela Vacina. A aquisição das primeiras 200 câmaras frias e a distribuição de vários insumos pelas empresas associadas beneficiará 324 municípios, sanando um gargalo na vacinação do estado, que é a perda de doses por falta de local adequado de armazenamento. Na segunda etapa, que se iniciará em junho, novos equipamentos serão distribuídos e a previsão é alcançar mais de 400 municípios em todo o estado. “Foi mais uma ação de apoio ao gesto vacinal do estado. Muitos municípios não possuem a infraestrutura necessária para receberem e armazenarem as vacinas. A FIEMG realizou a mobilização das indústrias de Minas Gerais para a compra das câmaras frias, que serão entregues, diretamente, às secretarias de Saúde dos municípios beneficiados”, afirmou Flávio Roscoe, presidente da FIEMG.   


Iniciativas da FIEMG em apoio à pandemia

Desde o início da pandemia da Covid-19, a FIEMG concentrou esforços para mobilizar as indústrias do estado a se unirem em favor da vida em uma campanha solidária para reforçar os serviços públicos de saúde, disseminar medidas educativas para conter a proliferação do vírus e ainda atuou no diálogo com o Poder Público para a elaboração de medidas que contribuíssem para a preservação dos empregos neste momento tão desafiador. 


Apoio à vacinação

A principal luz no fim do túnel desta pandemia, certamente é a vacinação em massa da população. Para estimular o desenvolvimento de pesquisas que buscam mais opções de vacinas para proteger a população contra a Covid-19, a FIEMG abraçou a causa e se uniu a empresas brasileiras que estão contribuindo para o desenvolvimento de um imunizante que ganhou o nome de UB-612. Elaborada pela Covaxx, uma unidade da United Biomedical, empresa internacional com unidades nos EUA, China e Taiwan. Serão investidos R$ 30 milhões. O Instituto Dasa, de São Paulo, está entrando com R$ 15 milhões, e as indústrias de Minas Gerais com R$ 15 milhões para que haja pesquisa clínica no país, que já está sendo feita.


Respiradores mecânicos e leitos de UTI

A FIEMG doou 1.700 ventiladores pulmonares e equipamentos de leitos hospitalares para centenas de cidades de todo o estado. Os equipamentos foram distribuídos para 268 municípios em 12 regionais que contemplam todo o estado. Mas os equipamentos, essenciais para salvar a vida de pacientes com dificuldades respiratórias, beneficiarão também brasileiros de outros estados.  Para a Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraíba e Tocantins, foram doados 19 ventiladores pulmonares, de acordo com a indicação das indústrias parceiras que contribuíram com o financiamento que viabilizou toda a produção e compra dos respiradores. Outros 100 equipamentos foram doados ao governo federal. Os ventiladores pulmonares doados foram idealizados e produzidos por meio do Projeto Inspirar, que contou com o apoio da FIEMG para o desenvolvimento do produto.  Além disso, um mutirão de profissionais do SENAI-MG e da indústria mineira se mobilizaram para ajudar instituições de saúde que tinham respiradores mecânicos inutilizados por problemas técnicos.

 No Centro de Inovação e Tecnologia SENAI (CIT SENAI FIEMG), cerca de 20 profissionais como engenheiros mecânicos, eletricistas e de automação, além de vários técnicos, todos com conhecimento em equipamentos eletroeletrônicos, se dedicaram a essa missão. 240 respiradores foram consertados pelos profissionais e devolvidos ao seu local de origem prontos para atender pacientes da Covid-19. 


Cilindros para oxigênio

A indústria mineira também se mobiliza para ajudar os hospitais e unidades de atendimento à pacientes com Covid-19 que se encontram com dificuldades para o armazenamento do oxigênio medicinal. A FIEMG fez um levantamento interno e mobilizou as indústrias a disponibilizarem cilindros que podem ser usados para este fim. Serão emprestados dois mil cilindros que, após a vistoria, serão abastecidos com o gás e distribuídos de acordo com as orientações da SES-MG.


Capacetes Elmo

A entidade está mobilizando empresários, por meio de uma campanha on-line, para arrecadar fundos para a compra de cerca de capacetes Elmos, elaborados com o apoio do SENAI-CE, que serão disponibilizados para a SES-MG. A tecnologia de respiração assistida pode reduzir em até 60% a necessidade de internação em leitos de UTI e até o início de abril já foram adquiridos 500 capacetes. Assim como os ventiladores pulmonares produzidos em Minas Gerais, ambos equipamentos contam com tecnologia 100% nacional, mostrando como a indústria é importante para o país e pode salvar vidas.  


Proteção

O SENAI produziu e doou, em larga escala, itens fundamentais para a proteção da população. Foram 180 mil litros álcool glicerinado 70%, resultado da parceria entre Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a SIAMIG, 1,6 milhões de máscaras cirúrgicas, 12 mil de tecido, 10 mil máscaras Face Shield e 11 mil jalecos. 

Foram produzidos também 1.988 conjuntos de válvulas e 12.827 pistões para a fabricação dos ventiladores mecânicos do projeto Inspirar.  Em parceria com a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e a empresa Supress, o SENAI apoiou municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) na desinfecção de ruas. Betim, Contagem e Ibirité foram atendidos pela ação. 


Testagem

O SESI adquiriu milhares de testes rápidos para identificação de Covid-19 para trabalhadores da indústria e a população mineira. A entidade comercializa os testes com os menores valores de mercado. Com a testagem em massa é possível planejar as melhores estratégias e analisar a real proliferação da doença entre as pessoas.


Articulação com o Poder Público

O diálogo constantemente e proativo com os governos federal e estadual, sugerindo diversas ações nas áreas trabalhista, tributária, ambiental, de acesso ao crédito e de energia, também foram liderados pela FIEMG. Destaca-se as Medidas Provisórias 927 e 936 de 2020, e a 1045, de 2021, que preservaram, somente em Minas Gerais, mais de 300 mil empregos, que contou com atuação direta da entidade na negociação de soluções que trouxeram alento à indústria e aos trabalhadores.  

A  atividade industrial ser considerada essencial pelo Estado, permitindo a continuidade dos trabalhos de forma responsável, desde o começo da pandemia, também foi uma articulação da FIEMG com o governo de Minas Gerais, além da sensibilização da prorrogação e suspensão de prazos para pagamentos de tributos. Esses pleitos do setor industrial contribuirão para a retomada do crescimento sustentável do país.



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.