AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Varginha conquista 1º lugar na pontuação do ICMS Patrimônio Cultural no Sul de Minas



 Com 21,04 pontos, Varginha obteve a maior pontuação do ICMS Patrimônio Cultural no Sul de Minas. A divulgação foi feita na última segunda-feira (21/06) pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). Essa pontuação significa que Varginha vai receber mais recursos do Governo de Minas em 2022 que deverão ser reinvestidos no patrimônio cultural da cidade. Para se ter uma ideia, todo o dinheiro que está sendo aplicado na atual reforma do Theatro Capitólio advém das ações realizadas pela Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural em anos anteriores.

A conquista do 1º lugar na região se refere às atividades desenvolvidas em 2020. Mesmo com a pandemia da Covid-19, os servidores da Coordenadoria Técnica do Patrimônio Cultural se reinventaram e desenvolveram várias ações em prol do setor da cidade. “Parabenizo a todos os servidores da Fundação Cultural por esta conquista que beneficia a cultura e a história do nosso município. Com estes recursos, poderemos investir cada vez mais na preservação como está sendo feito agora com o Theatro Capitólio. Esperamos que muito em breve o nosso teatro seja novamente palco das manifestações artísticas e culturais para nossa população”, destaca o prefeito Vérdi Lúcio Melo.

Dentre iniciativas desenvolvidas em 2020, pode-se citar as obras de conservação e manutenção do Theatro Capitólio, da antiga Estação Ferroviária, do Museu Municipal e Biblioteca Pública, além da restauração da Estátua da Deusa Vênus, atualmente instalada no Museu Municipal. Na difusão e promoção do patrimônio cultural foram publicados os livros “Atas da Câmara Municipal 1915-16”, “Patrimônio Histórico – Varginha: nossa história, nosso presente”, além da impressão do calendário com fotos antigas da cidade, cartões-postais com as principais fazendas do município e selos em comemoração pelos 20 anos do Museu Municipal. Foi feito ainda o tombamento do retábulo da Capela da Fazenda da Figueira datado do Século XIX e o relatório de registro das Companhias de Reis. 

A educação patrimonial foi promovida por meio de palestras virtuais em escolas de Varginha, a realização do I Seminário de Patrimônio Imaterial, do II Seminário de Patrimônio Cultural de Varginha, webinário “Educação, Museu e História Indígena”, webinário “Arquivos e Bibliotecas: espaços de memória, educação e cultura”, II Oficina de Educação Patrimonial, oficina de capacitação dos trabalhadores da obra de restauração da Usina da Ilha Grande e também capacitação para atuação dos conselheiros municipais de Patrimônio Cultural.

 O diretor-superintendente da Fundação Cultural, Marquinho Benfica, enfatiza que “vamos continuar investindo cada vez mais nessa preservação, conservação, difusão e educação referente ao nosso patrimônio com diversas ações promovidas pela Coordenadoria Técnica do Patrimônio Cultural”.

A pontuação do ICMS Patrimônio Cultural vem subindo a cada ano. Em 2020, Varginha conquistou 16,74 pontos e ficou em segundo lugar na região, retomando as primeiras colocações no ranking.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.