AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

WhatsApp da redação de jornal sul-mineiro também foi alvo de tentativa de golpe




 O telefone da redação do Jornal de Lavras recebeu na manhã de ontem, quinta-feira, dia 17, uma mensagem de WhatsApp do número (35) 99755-3787, com o seguinte texto: "Bom dia, consegue tá me passando aquele dinheiro hoje? Esqueci de avisar que troquei o número". "Bom dia, que dinheiro? É o Mário", respondemos com a intenção de fazer um trocadilho de brincadeira com a mesagem notoriamente indevida recebida.  "Bom dia, sim sou eu mesmo. Pode salvar o número. Desculpa tá te incomodando é que tive um imprevisto pensei em te mandar mensagem". Diante disso, imediatamente percebemos que a mensagem tratava-se de um golpe normalmente praticado por detentos de dentro de penitenciárias e resolvemos dar prosseguimento ao assunto para ver até onde o criminoso chegaria. Prolongamos a conversa e pedimos o número da conta. O golpista disse que estava com problema na sua conta, não estava conseguindo sacar dinheiro e falou que mandaria outra conta e perguntou se podia ser no Banco do Brasil, o que foi aceito prontamente por nós. Segundo o criminoso, o depósito poderia ser feito na conta poupança 42.910-4, em nome de Priscila Queiroz Cardoso. A reportagem do Jornal de Lavras apurou que a agência código 3206 do Banco do Brasil está localizada na cidade goiana de Anápolis, no bairro Maracanã. Respondemos que faríamos a transferência depois do almoço. Ainda completamos: "Mário. Vou te fazer um TED, o valor é alto demais para fazer depósito. É o restante de R$ 38.750, não é?", e continuamos: "Confirma para mim, por favor. Na próxima semana vamos passar a escritura, ok?". Imediatamente o criminoso respondeu: "Sim, já estou organizando as coisas pra semana que vem nós resolver" (sic). Depois disso o criminoso fez outro contato: "qualquer coisa se você não conseguir tá fazendo a transferência me avisa que vou tá te enviando uma outra conta corrente ok?". Depois, mais tarde ainda fez novo contato: "Até que horas você consegue?. Respondemos que seria depois das 16h e ele agradeceu.

Esta matéria será enviada para a Polícia Civil de Anápolis e para o Banco do Brasil, caso seja do interesse descobrir a identidade do criminoso que está usando um chip da região, DDD 35, e possivelmente aplicando golpes em muita gente. Assim que a matéria for publicada vamos enviá-la também para o número 35 9 9755-3787, de onde originou a conversa de WhatsApp.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.