AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Bolsonaro diz que só passa faixa presidencial com voto impresso



Como tem feito em suas últimas aparições públicas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o voto impresso, na noite desta quinta-feira (1º/7). Em sua transmissão semanal via internet, Bolsonaro disse que só passará “faixa presidencial” se o resultado for obtido pelo método defendido por ele nas eleições.

Mais uma vez, Bolsonaro disse que o atual sistema eleitoral é “fraudável”, mas não apresentou provas. O presidente espera que a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) sobre o voto impresso seja aprovada no Congresso Nacional e que seja aplicada no próximo pleito.

“Eu entrego a faixa presidencial para qualquer um que ganhar de mim na urna de forma limpa. Na fraude, não”, disse Bolsonaro.

Para Bolsonaro, o voto impresso é uma maneira de “não desconfiar dos resultados finais das eleições”. O presidente, no entanto, não citou casos em que as urnas eletrônicas apresentaram falhas na checagem dos números.

“Não vou admitir um sistema fraudável de eleições e eu não quero problemas, nem dezenas de milhões de brasileiros que vão às urnas no ano que vem. Eu estou apresentando uma maneira de não termos como desconfiar dos resultados finais das eleições”, concluiu.

Mais cedo, na porta do Palácio do Alvorada, Bolsonaro disse que "três ministros" do Supremo Tribunal Federal (STF) estariam empenhados numa "articulação" para barrar a impressão do voto. De acordo com o presidente, caso o voto impresso não seja implementado no pleito de 2022, "eles (os ministros) vão ter que apresentar uma maneira de ter eleições limpas". 

"Dinheiro tem, já está arranjado dinheiro para as eleições, para comprar impressoras", insistiu Bolsonaro.

Estado de Minas

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.