AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Bombeiros desaparecem em incêndio em Porto Alegre

 


Fogo atingiu parte do prédio da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul; ainda não se sabe as causas do incêndio.

Dois bombeiros que atuaram no combate ao fogo que atingiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, na noite da última quarta-feira (14/7) estão desaparecidos. Segundo o órgão, as buscas pelos militares tiveram início na manhã desta quinta-feira (15/7) depois de verificadas as condições de entrar nas instalações do prédio. Os nomes dos profissionais não foram divulgados.

De acordo com o vice-governador do estado, Ranolfo Vieira Júnior (PTB), a prioridade neste momento é encontrar os dois bombeiros. Ele também informou que as áreas foram isolados para evitar danos a outras edificações próximas. "Nossa prioridade passa a ser a localização dos dois colegas bombeiros. Ao mesmo tempo em que damos sequência às ações do gabinete de crise, estaremos monitorando os trabalhos. Também estamos adotando todas as medidas de precaução, em parceria com a Prefeitura de Porto Alegre, para isolar as áreas próximas e evitar a ampliação dos danos", informou pelo Twitter.

Em comunicado oficial, o governo do estado lamentou o ocorrido e disse que a primeira informação era de que não tinha vítimas, já que o prédio havia sido evacuado. Mas tendo passado a etapa de rescaldo, verificou-se o desaparecimento de dois bombeiros. 

O comunicado também informa que todos os serviços prestados pela Secretaria de Segurança Pública, como o 190, continuam funcionando. 

Ainda não há informações sobre o que causou o incêndio. No prédio, funcionam os setores administrativos da Segurança Pública. O governador Eduardo Leite (PSDB), que estava em São Paulo, chegou a Porta Alegre nesta manhã para acompanhar a situação. Ele informou que todas as periciais serão feitas para apurar a causa do incidente. "Naturalmente, as perícias serão feitas no sentido de apurar as causas do incêndio. Nossa equipe de governo trabalha para dar rápido encaminhamento para evitar solução de continuidade às atividades das secretarias de segurança e de administração penitenciária", disse.

Estruturas do edifício desabaram, e na manhã desta quinta, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do estado, coronel César Eduardo Bonfanti, afirmou que há riscos de novos desabamentos.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.