AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Prefeito suspende vacinação de detentos contra a COVID-19 em cidade mineira

 


A Prefeitura de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, decidiu ignorar o Plano Nacional de Imunização e suspendeu por tempo indeterminado a vacinação contra COVID-19 de presidiários. O prefeito Luís Eduardo Falcão (Podemos) disse que "não faz sentido nenhum" a prioridade desse grupo, o que contraria a visão de especialistas.

"Realmente está previsto pelo Plano Nacional de Imunização, mas não faremos isso não. Não faz sentido nenhum as pessoas que estão na rua trabalhando desde o início da pandemia e não cometeram nenhum crime serem vacinadas depois que os presos, que estão isolados", divulgou o gestor municipal na sua conta no Instagram.

O início da imunização ocorreria nesta segunda-feira (5/7) com 250 doses. Luís Eduardo Falcão reforçou que os detentos estão isolados, e garantiu imunização para policiais, agentes e todas as equipes que circulam no presídio da cidade. “Vacinaremos os detentos sim, mas não com prioridade”.  

Em Minas Gerais, a imunização de pessoas presas já acontece e o balanço do governo aponta pelo menos 6,8 mil detentos já foram vacinados.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.