AS ULTIMAS

POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Volta às aulas nas escolas estaduais precisa ser autorizada pelo Município, diz prefeitura



 Foi publicado ontem, segunda-feira (5/7) que as escolas estaduais das regiões que estão na Onda Vermelha podem retomar as aulas a partir do dia 12/7.

Logo depois a Prefeitura de Varginha informou que a retomada das aulas nas escolas estaduais precisa da autorização do Município.

A prefeitura preparou protocolos específicos para cada segmento.

Cada escola deve preparar um documento intitulado “Plano de Segurança Sanitária e Contingenciamento”, com medidas de proteção e segurança.


Alguns pontos do protocolo

-Estabelecer escala de entrada e saída de alunos;

-Evitar a entrada de voluntários, pais e convidados externos;

-Evitar aglomerações;

-Sinalizar rotas dentro da escola, para minimizar as chances de contato entre os alunos;

-Postar sinais de advertência que promovam medidas protetoras adequadas;

-Disponibilizar dispensadores de álcool gel na entrada e pontos estratégicos;

-Orientar a comunidade escolar para que uniformas e peças escolares sejam lavados todos os dias após a jornada escolar.

-Esses são apenas alguns itens do protocolo, que foi elaborado no final do ano passado.


SRE

O superintendente regional de Ensino, Thiago Sias, informou que “Estamos finalizando essa etapa dos protocolos da Vigilância Sanitária. 

De todo modo, o retorno para os alunos, quando autorizada por esse órgão da prefeitura, se dará no dia 12/07”.

O superintendente foi questionado se acredita que dará tempo de retomar as aulas dia 12: 

“Não havendo nenhuma adequação de obras, o que acho difícil ter, será possível sim. Importante lembrar, que nenhuma escola estadual em MG que está em onda vermelha retornou hoje. Todas estão fazendo a semana de alinhamento, acolhimento e preparação com suas equipes, o corpo docente, e que o retorno com os alunos sim, se dará somente na semana do dia 12/07”.


Fonte: Blogue do Madeira

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.