AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Adolescentes serão vacinados contra Covid em setembro, estima ministro da Saúde



O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que os adolescentes entre 12 e 17 anos devem começar a ser vacinados em todo o país, contra a Covid-19, a partir de setembro. "A nossa expectativa é atingir a população acima de 18 anos vacinada até o fim de agosto, começo de setembro. A partir daí, vem os abaixo de 18 anos. As decisões são tomadas com base em evidências científicas, no momento epidemiológico que vivemos", pontuo ao programa A Voz do Brasil.

A prioridade será dada para adolescentes com comorbidades. 

Nessa quinta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro também sancionou lei que inclui crianças e adolescentes com deficiência permanente ou com comorbidade como grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19, assim como gestantes e lactantes e pessoas privadas de liberdade.

Atualmente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso do imunizante Pfizer para aplicação de adolescentes. No entanto, os menores ainda não haviam sido incluídos no Programa Nacional de Imunizações (PNI), o que fez com que cada cidade tomasse decisões diferentes. 

Procurada, a prefeitura de Belo Horizonte, que vem seguindo estritamente o PNI, disse que ainda não foi comunicada sobre a inclusão. "A Prefeitura ainda não foi oficialmente comunicada sobre a inclusão das lactantes, crianças e adolescentes como grupo prioritário. Havendo a recomendação do Ministério da Saúde e o envio de doses, a Secretaria Municipal de Saúde tem disponibilidade de pessoal e insumos necessários para a continuidade do processo", informou.

O governo de Minas Gerais também se posicionou de forma semelhante. "Quanto à vacinação de crianças e adolescentes com deficiência permanente ou com comornidades, a SES-MG aguarda as recomendações do Ministério da Saúde (MS) por meio do Programa Nacional de Imunizações", disse. 

Várias cidades, no entanto, já imunizam adolescentes. A prefeitura de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, por exemplo, após vacinar 80% da população adulta, decidiu vacinar adolescentes com comorbidades ou deficiências permanentes.

Em São Paulo, o governador João Doria antecipou sua estimativa inicial e prevê o começo da vacinação dos adolescentes para 18 de agosto - também iniciando por aqueles que têm comorbidades.

O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.