AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Brasil já tem garantidas 19 medalhas nos jogos

Brasil já tem garantidas 19 medalhas nos jogos

Brasil já soma 16 medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio e tem mais três garantidas, duas com boxe, masculino e feminino, e uma com o futebol masculino. O número já é igual ao das últimas Olimpíadas realizadas no Rio de Janeiro em 2016 quando os atletas brasileiros conquistaram um total de 19 medalhas. 

A 16° medalha brasileira veio nesta quinta-feira (5) com o novamente com o skate. As manobras de Pedro Barros sobre quatro rodas garantiram a prata no skate park. O skatista tem o apoio do Bolsa Atleta na categoria Pódio, a mais alta do programa. Na estreia como modalidade olímpica, o skate trouxe três medalhas para o Brasil. 

Antes de Pedro Barros, Kelvin Hoefler e Rayssa Leal já havia conseguidos medalhas de prata no skate na modalidade street. 

O skate foi integrado ao Bolsa Atleta a partir da inclusão da modalidade no programa Olímpico e recebeu investimento de R$ 3,2 milhões no ciclo para Tóquio. Os recursos resultaram na concessão de 65 bolsas para atletas da modalidade. Dos doze atletas da delegação brasileira da modalidade em Tóquio, 10 são apoiados pelo Bolsa Atleta. 

Boxe 

No boxe, os baianos Beatriz Ferreira e Hebert Conceição disputam a final neste final de semana. A luta de Hebert está marcada para a madrugada deste sábado (07), às 2h45, no horário de Brasília, e a de Bia enfrenta, na madrugada de domingo (8), às 2h. 

Bolsa Atleta no apoio ao esporte 

Das 16 medalhas conquistadas no Japão até o momento, 15 têm participação de atletas que tem o apoio do Bolsa Atleta. Dos atletas convocados para os Jogos Olímpicos, 242 (80%) fazem parte do programa do Governo Federal que é considerado um dos maiores do mundo de patrocínio individual. 

Para o Bolsa Atleta, o Ministério da Cidadania assegurou para 2021 um orçamento de R$ 145,2 milhões, o maior desde 2014. 

Medalha de bronze nos 400 metros com barreiras do atletismo em Tóquio, Alison dos Santos recebe o incentivo e também integra o Programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas (PAAR). Segundo ele, o apoio é importante para permitir sua dedicação ao esporte. 

“Tenho muito a agradecer pelo Bolsa Atleta e Bolsa Pódio. Eu consegui entrar no programa em 2019 e isso foi um divisor de águas para mim. Fez muita diferença a minha vida. Isso me dá o suporte para que eu possa realmente focar no esporte e não me preocupar com outras coisas. Onde eu consigo me sustentar, fazer tudo o que eu preciso para ter uma caminhada somente no esporte. Entrar para as Forças Armadas, entrar para a Marinha, foi muito gratificante para mim. Realizei um sonho meu também”, contou o medalhista olímpico. 

A ginasta Rebeca Andrade, que conquistou ouro e prata nos Jogos, também tem o apoio do Bolsa Atleta na categoria Pódio. “Alguns esportes não têm muito apoio, muito patrocínio. E isso é o essencial pra nós, é o que faz a diferença nas nossas vidas. Eu sou muito grata por ter o apoio e por eles sempre acreditarem no melhor para o esporte e sempre quererem o melhor para o esporte e assim, sempre incentivando a gente a continuar e melhorar de vida”, disse Rebeca. 

Patrocínio ao esporte olímpico 

Somente pelo edital lançado em janeiro deste ano, o ministério apoia 7.197 atletas olímpicos e paralímpicos pelas categorias Atleta de Base, Estudantil, Nacional, Internacional, Olímpica/Paralímpica. É a maior quantidade de beneficiados da história do programa. Somam-se a eles outros 334 atletas apoiados pela categoria Pódio. 

O Governo Federal é o maior patrocinador do esporte olímpico e paralímpico no país, com um investimento anual superior a R$ 750 milhões. Nesse valor estão abrigados o tripé que hoje representa a maior fonte de investimento do esporte brasileiro, formado pela Lei das Loterias, Bolsa Atleta e Lei de Incentivo ao Esporte. 

Programa de Atletas de Alto Rendimento 

Os atletas militares representam 30% da delegação brasileira em Tóquio com mais de 90 esportistas. Por ano, o Ministério da Defesa investe cerca de R$ 38,3 milhões por ano no Programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas (PAAR). 

Medalhistas 

O Brasil já recebeu 16 medalhas, sendo quatro de ouro, quatro de prata e oito de bronze. Confira os vencedores. 

Medalha de Ouro 

- Ana Marcela Cunha – maratona aquática. Recebe o Bolsa Pódio e é integrante do programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas, pela Marinha. 

- Ítalo Ferreira – surfe. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

- Rebeca Andrade – medalha no salto da ginástica artística. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

- Martine Grael e Kahena Kunze – vela. Recebem o Bolsa Pódio do Governo Federal. Kahena Kunze faz parte do Programa de Alto Rendimento das Forças Armadas, na Marinha do Brasil. 

Medalha de Prata 

- Kelvin Hoefler – skate street. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

- Pedro Barros – skate park. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

- Rayssa Leal – skate street. Com 13 anos, não integra o programa. A idade mínima para fazer parte do Bolsa Atleta é 14 anos. 

- Rebeca Andrade – medalha na ginástica artística feminina individual. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

Medalha de Bronze 

- Abner Teixeira – boxe, peso pesado. Recebe o Bolsa Atleta na categoria Internacional e participa do Programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas, no Exército Brasileiro. 

- Alison dos Santos – atletismo: 400 metros com barreiras. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. Faz parte do Programa de Alto Rendimento das Forças Armadas, na Marinha do Brasil. 

- Bruno Fratus – natação, nos 50 metros livre. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

- Daniel Cargnin – judô, na categoria peso meio-leve, até 66 kg. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. Faz parte do Programa de Alto Rendimento das Forças Armadas, no Marinha do Brasil. 

- Fernando Scheffer – natação, nos 200 metros livre. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. Faz parte do Programa de Alto Rendimento das Forças Armadas, no Exército Brasileiro. 

- Luisa Stefani e Laura Pigossi – dupla de tênis. Luisa Stefani recebe Bolsa Atleta Internacional do Governo Federal. 

- Mayra Aguiar – judô, na categoria meio-pesado, de até 78 kg. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal. 

- Thiago Braz – salto com vara. Recebe o Bolsa Atleta na categoria Pódio.

 

*Com informações do Ministério da Cidadania


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.