AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Coluna fatos e versões - Rodrigo Silva Fernandes


Nova “meca imobiliária”  

A Prefeitura de Varginha realiza um verdadeiro canteiro de obras pela cidade, principalmente com pavimentação de vias públicas. Em especial a Av. Otávio Marques de Paiva esta recebendo diversos investimentos. O mais novo é a canalização do córrego na Av. Otávio Marques de Paiva, principal via de ligação da região do bairro Santa Luiza ao centro. O trecho também é acesso de quem sai do shopping sentido à Rodovia do Contorno. O local sofria alagamentos com chuvas mais intensas há décadas. Agora, além dessa importante obra de infraestrutura que se espera colocará um fim nos alagamentos, a via também ganhará calçadas. Muitas pessoas já utilizam o local para a prática de caminhadas e agora poderão exercitar com mais segurança. A Av. Otávio Marques, bem como todo seu entorno, mesmo tendo um relevo em declive e a perturbadora ideia de alagamentos (que se espera tenham fim com a canalização do córrego) vem sofrendo uma forte valorização desde a chegada do Via Café Shopping. A Prefeitura de Varginha tem contribuído com isso depois das muitas obras no local, como a mudança da entrada do Zoológico e ampliação de parte da avenida. Pensar que a alguns poucos anos aquela região era desvalorizada e, agora, depois da chegada do Via Café, que teve sua localização definida por políticos locais, os preços dispararam! Conta a boca pequena que muitos dos lotes na região pertenceriam a “amigos e familiares de políticos locais”, se for verdade, uma grande coincidência, não acham? 


Isonomia? 

A coluna já comentou neste espaço sobre o polêmico Programa Mais Médicos, do Governo Federal. Pelo acordo entre prefeituras e o Governo Federal, os municípios se encarregam de pagar pela residência dos profissionais de saúde contratados e os salários são pagos pelo Governo Federal. Em Varginha a Prefeitura tornou público que procura um imóvel para alugar por até 24 meses para abrigar os contratados pelo Programa Mais Médicos. O imóvel precisa ter 02 salas; - 01 banheiro; - 02 quartos; - 02 suítes; - 01 copa; - 01 cozinha c/ despensa; - 01 área de serviço completa; - Garagem para 02 veículos; - Estar localizada no Bairro Parque Retiro ou adjacências. Não se discute a praticidade e vantagem para a Prefeitura de Varginha em contratar médicos em parceria com o programa federal. Contudo, a diferença de tratamento com outros médicos contratados pelo município pode gerar confusão pois os profissionais de saúde daqui, não recebem moradia. A conferir 


Sindserva e UNIS firmam parceria 

Na semana passada o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Varginha (Sindserva), Miller Fagundes Jorge se reuniu com a consultora de carreiras do Grupo Unis, Thaise Pereira para construir importante parceria. Na oportunidade, foi firmado um convênio entre as duas entidades, que oferece descontos de até 60% nos cursos do Centro Universitário do Sul de Minas. Serão disponibilizados cinco vouchers para os cinco primeiros sindicalizados e/ou seus dependentes que se matricularem em qualquer curso presencial da instituição. O desconto será de 50% na matrícula e 30% nas mensalidades do primeiro ano. Nos próximos anos, o desconto será de 20%. A gestão do Sindserva parece ter mudado o foco. Não se vê mais contenda nem desentendimentos entre os líderes do funcionalismo público municipal, como alias aconselhou a coluna. O investimento do Sindserva em capacitação dos associados, criando parcerias importantes e fortalecendo a instituição também é uma sinalização da mudança de tempos e prioridades para o funcionalismo. As legislações que vem sendo aprovadas estão cada dia mais apertando o serviço público para mais eficiência e menos benesses. O divisor de águas entre quem tem ou não reconhecimento e bons salários será o conhecimento, a capacitação técnica. Assim, acerta o Sindserva quando investe na capacitação dos servidores e busca novas parcerias institucionais. 


Bons exemplos 

Na cidade de Divinópolis, região central de Minas, ocorreu um exemplo bom administrativo que deveria ser replicado para todo o Brasil. Ocorre que a cidade de 240 mil habitantes, com apoio de recursos conseguidos pelo senador Rodrigo Pacheco, esta comprando máquinas e equipamentos que somarão a outros investimentos da Prefeitura de Divinópolis, que passará a gerenciar uma usina pública de asfalto, o que reduzirá muito o custo e aumentará a eficiência das muitas obras viárias e operações tapa buraco realizadas pelo município. A coluna já deu ideia semelhante ao município de Varginha, que como sede e principal cidade da AMBASP (associação que congrega diversos outros municípios menores), poderia comprar tais equipamentos em consórcio e fornecer massa asfáltica para suas obras e de outras cidades. Certamente tal iniciativa, que não é pioneira, reduziria em muito os milionários gastos do município com as obras de pavimentação e recapeamento, além de agilizar tais construções. Além disso, a iniciativa poderia ser um fator agregador entre os municípios, pois além de beneficiar todas as comunidades envolvidas, também promoveria outras parcerias como aterro sanitário compartilhado, criação de uma região metropolitana etc. Pena que, nos últimos tempos, os governos regionais estão copiando apenas os maus exemplos políticos e administrativos que surgem... 


Cara de pau 

A Fundação Cultural de Varginha, que administra o pagamento dos recursos distribuídos pela Lei Aldir Blanc, que chegam a quase um milhão de reais no total em Varginha, criou um cadastro único para centralizar pessoas e empresas que desejam receber o recurso público de apoio a Cultura e Audiovisual. Ocorre que, uma rápida olhada na relação dos pretendentes, que esta publicada no site da Fundação Cultural, mostra que entre os interessados estão muitos servidores públicos, empresas e pessoas que já pegaram recursos e não prestaram contas, outras tantas que estão na Dívida Ativa do município, justamente por “mutretas” na área de cultura e tem até quem nem mesmo atua em Varginha. A cara de pau é gigante mesmo, mas vale falar que o cadastramento é aberto, contudo, os técnicos da Fundação Cultural analisam cada pretendente para saber da liberação ou não do recurso e qual o valor destinado a cada um. Além disso, é necessário um projeto e prestação de contas dos valores. Imaginem as “mil possibilidades” não fosse o controle e análise de cada cadastro? 


Namoro ou amizade? 

A coluna comentou a algumas semanas atrás quando o prefeito de Varginha Verdi Lúcio Melo esteve na Capital Federal em visita a gabinetes de autoridades federais e não passou pelo anexo 4 para visita no gabinete do deputado federal Dimas Fabiano. O parlamentar é o deputado federal que mais recursos já conseguiu para Varginha e foi um dos apoiadores da eleição de Verdi Melo. O vice Leonardo Ciacci é do Partido Progressista de Dimas Fabiano. Na época o episódio de “esquecimento da agenda” pelo prefeito ficou ruim. Muitos disseram que Dimas e Verdi estariam “abalados politicamente”, o que não é difícil tendo em vista a enorme rede de intrigas que cerca a política de Varginha. Na mesma época, o prefeito esteve com outros políticos como o senador Rodrigo Pacheco e o deputado federal Diego Andrade, quando foi conquistado para Varginha um recurso de R$ 5 milhões para o Hospital Bom Pastor. O recurso é mérito do senador Rodrigo Pacheco, que tem aproximado de Varginha com a destinação de recursos para investimentos. Nestes últimos dias, o prefeito Verdi retornou a Brasília onde conseguiu mais recursos. Desta vez mais R$ 2.5 milhões de reais, que vão para a construção do novo Mercado do Produtor e para conclusão da reforma do Teatro Capitólio, que ganhará um ar-condicionado central. Embora o prefeito Verdi tenha novamente encontrado com o senador Rodrigo Pacheco nesta viagem recente, este novo recurso deve-se a empenho do deputado federal Dimas Fabiano, federal majoritário em Varginha. Não se sabe se Dimas e Verdi se encontraram em Brasília, possivelmente sim! De qualquer forma, para “curar as fofocas” que circulam entre o mundo político local, nesta semana, Dimas Fabiano esteve na Prefeitura de Varginha, onde se reuniu com Verdi Melo e seus principais assessores.  


 Namoro ou amizade 2 

A relação entre Verdi Melo e o deputado federal Dimas Fabiano é fundamental para o governo municipal, pois não se trata apenas do apoio do parlamentar em Brasília, mas também de todo o Partido Progressista na cidade. Não é possível dissociar o parlamentar do partido, mesmo porque, Dimas é o maior líder do Partido Progressista na região. E no caso de Varginha, o PP possui vereadores, o vice-prefeito e muitos outros nomes estratégicos para o governo. Contudo, como pregou no passado a coluna, a maior dificuldade de Verdi Melo será manter unido seu grande arco de alianças, ainda mais com a chegada de uma eleição em 2022. Além de Dimas Fabiano, Varginha esta nos planos eleitorais de Diego Andrade, Greice Elias, Eros Biondini, Newton Cardoso Junior e muitos outros parlamentares federais. Para Dimas Fabiano é importante manter bom relacionamento com Verdi e sua equipe que certamente serão importantes cabos eleitorais em 2022. Já para o governo municipal, a parceria com Dimas Fabiano é a certeza de que o parlamentar vai continuar trazendo novos investimentos federais. Se a relação é de “namoro ou amizade, não sabemos, mas certamente existe uma forte relação que é boa e importante para ambos”. 


 Mudanças a vista 

Novas nomeações regionais na estrutura do Governo de Minas vão ocorrer em Varginha. O processo faz parte das ações do governador Zema para dar agilidade e identidade ao governo, visto que por muitas partes do estado as nomeações existentes ainda eram do governo passado. Não faltam boatos de que em muitos destes cargos estratégicos pelo interior haviam petistas e outros políticos que mesmo integrando o governo do Partido Novo, boicotavam Zema e suas ações. Agora mais maduro politicamente e conhecedor das particularidades de cada região e dos grupos políticos que o apoiam, Zema começa a, verdadeiramente, montar seu governo pelo interior, nas muitas ramificações de poder onde chega o Governo de Minas. A conferir! 


Estrada da morte 

A estrada de Varginha a Três Pontas, que muitas vezes foi apelidada de estrada da morte, tendo em vista o grande número de acidentes que já ocorreram naquele trecho, vai ganhar novos investimentos. O deputado federal Diego Andrade (PSD) conseguiu recursos federais para a construção da terceira faixa na estrada entre Varginha e Três Pontas. A obra era uma cobrança antiga da região e vai beneficiar milhares de estudantes, trabalhadores e empresas que utilizam aquela via todos os dias. As obras vão começar ainda neste trimestre e já chamaram a atenção, inclusive, do governador Zema, que gravou vídeo de agradecimento ao parlamentar federal. Zema e Diego Andrade parecem ser próximos! Muito curiosa esta amizade, já que o PSD de Diego é o mesmo partido do prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil que se coloca hoje como principal concorrente de Zema na disputa pelo governo em 2022. No caso de disputa entre Zema e Kalil (PSD), quem ficará com o apoio de Diego?  


 007 e o Tiro no bolso do Contribuinte 

O diário oficial de 29 de julho trouxe a publicação da licitação número 007/2021 que trata de contratação na Guarda Municipal de Varginha. Segundo a publicação a Guarda Municipal vai contratar empresa para prestação de serviços de locação de estande de tiro em Varginha. Na contratação está incluído armas de fogo, assessórios, munições para o curso de formação, treinamento e capacitação técnica para o manuseio de arma de fogo e munição para a Guarda Municipal de Varginha. Com a nova legislação federal é permitido que a Guarda Civil Municipal porte armas de fogo e esta era uma das cobranças da instituição ao governo municipal. A contratação do “clube de tiro para os oficiais municipais ficara no valor de R$ 48.312,00 (quarenta e oito mil, trezentos e doze reais) e será mais um importante investimento do governo na instituição municipal de segurança”. Contudo, vale destacar, a Guarda Municipal ainda este “devendo a comunidade de Varginha” em melhoria da segurança em muitas áreas da cidade. Desde assaltos a zona rural a roubos no transporte coletivo, passando por pequenos furtos no comércio central a Guarda Municipal precisa regatar a sensação de segurança do cidadão em transitar pela cidade. A instituição municipal de segurança tem efetivo, equipamentos e cada dia mais recursos e investimentos do governo para “mostrar serviço”. Com mais esta qualificação, gasto público e agora porte de arma de fogo, aumenta a responsabilidade da tropa. Vamos torcer para que venham os bons resultados. A conferir  


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.