AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Coluna - Luiz Fernando Alfredo

 

Onde está a democracia brasileira?

Após as manifestações de domingo passado, a favor do voto eletrônico impresso, o que não muda nada, só agrega uma impressora que emitirá um comprovante tipo cédula para que, após o voto do eleitor, o mesmo confira no ato da votação em quem ele votou, não precisando sair da cabine carregando nada, portanto, é o mesmo que acontece hoje.

Esta confusão que os contrários ao voto impresso estão fazendo, parece mais um capricho ou uma queda de braços contra a inteligência e o bom senso, considerando que o fato em si, significa dar mais transparência ao sistema democrático, mais garantia aos candidatos e também aos eleitores, que terão mais certeza da honestidade do ocorrido, durante o ato de votar; simples assim.

Já falamos que o STF, apesar dos novos procedimentos que adotara, em que a Instituição resolveu participar efetivamente de todas às inúmeras questões complicadas do dia a dia do país, independentemente de ser acionado; uma nação continental (frisamos sempre sua imensidão), pois nossa pátria é privilegiada e porque não dizer, objeto de desejo do mundo inteiro e muito difícil de administrar.

Não temos dúvidas que tudo começou, com o impedimento da Presidente Dilma, quando o Ministro Lewandovisck, não incluiu na sentença, a suspensão dos seus direitos políticos. Daí para cá, com a assunção do Presidente Temer, começou a embaralhar mais as prerrogativas do judiciário incluindo ai alguns fatos envolvendo o Ministério Público, chefiado por Janot e demais interpretações constitucionais.

Não vamos entrar em detalhes para não alongarmos muito, terminado o mandato do Presidente Temer, assumiu Bolsonaro, a maior zebra eleitoral de todos os tempos, tão grande que todos que foram vencidos por um simples deputado do baixo clero, embora lutador, eloquente, carismático com o povo, seis mandatos de deputado federal e um de vereador, carregando a bandeira anticorrupção e terrivelmente contra o sistema; foi uma afronta aos grandes caciques dominadores do país, os quais com certeza sentem  dores no fígado até hoje. E o mais irônico é que Bolsonaro conseguiu eleger muitos desconhecidos na sua carona, lógico, os mais conhecidos o traíram, afinal parecia demérito, era o diferente inédito.
Esta casta de políticos de queixo empinado e ego exacerbado, alguns recheados de processos no judiciário há vários anos, não conseguiu aceitar Bolsonaro e juntando-se aos esquerdistas, cuja maioria aloprados, corruptos, comunistas, adoradores de governos totalitários, alguns presos e outros livres mas sem poder mamar mais nas tetas do governo, destarte já desidratados os bezerrões barrigudos e os outros embasbacados ainda, por serem derrotados por um deputadinho tosco, que resolveu encarar a podridão do sistema e cortar a voracidade da grande mídia (atitudes impossíveis), surgindo  uma guerrinha: Nós contra eles.

Portanto, tudo que vem de Bolsonaro, mesmo sendo o melhor para o país, encontra imediatamente três frentes de oposições: grande mídia militante desmamada deturpa, esquerdistas fanáticos temos que aceitar, e políticos frustrados com a maneira austera do Presidente governar. 

Diante dos fatos, se os responsáveis não aprovarem a pec do voto auditável, desacatando a vontade emanada do povo, só porque vem de Bolsonaro, mesmo arriscando a convulsionar o Brasil, sendo de praxe, opor-se a uma proposta que os ignorantes chamam de bolsonarista, isto pode dar barulho, o que jamais desejaríamos.

E daí? Com esta constituição confusa e vilipendiada sistematicamente, onde encontraremos o poder moderador? Bolsonaro já é o Presidente e cabe a ele, como chefe do governo, zelar pela ordem e progresso. O congresso em sua maioria não pretende melhorar nossa democracia, por tanto, não está incondicionalmente a favor Brasil, como já dissemos, tem saudades, mas também vergonha de apoiar Lula abertamente e a maioria dos políticos não aceita o jeito republicano de Bolsonaro, por outro lado, o STF parece não ser simpático ao 

Presidente, enquanto a maioria do povo delira com ele. 

Alguém tem mais dúvidas? “Se ficar o bicho come, se correr o bicho pega, então enfrente o bicho”. Mas como? “Et viri fortes”.

Que Deus proteja nosso país!


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.