AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Coluna - Luiz Fernando Alfredo


 Manifestações de sete de setembro

Elegemos algumas premissas para justificarmos e incentivarmos o comparecimento de Brasileiros (rotulados patriotas, das cores verde e amarelo) a Av. Paulista em São Paulo e a Esplanada em Brasília e, evidentemente, nas demais cidades de todo o Brasil, com certeza:
Muitos, porque são fãs de Bolsonaro mesmo, indevidamente chamados de Bolsonaristas. Por que indevidamente rotulados, afinal Bolsonaro nos seus trinta anos de política, foi coerente com suas ideias, sempre avesso aos concluios espúrios, que para o sistema fisiológico era preponderante. Bolsonaro, um homem esforçado e comum, desde sua tenra idade, de personalidade forte, politicamente incorreto, ativista e corajoso, mas durante sua carreira de parlamentar nunca se destacou como deputado no Brasil, pois com certeza, sendo um indivíduo alijado pelos seus pares, não passava de um parlamentar do baixo clero, destarte ter sido eleito por trinta anos consecutivos, o que prova sua capacidade de trabalho.

Após tantas lutas inglórias no parlamento, Jair Bolsonaro, corajosamente e sem apoio de nenhum político de peso, resolvera candidatar-se, talvez apenas para contrapor ao sistema, acreditamos que ele mesmo jamais teve convicção de decolar nas pesquisas, até bem perto do pleito eleitoral, quando sagrou-se vitorioso para surpresa e decepção de todos àqueles segmentos que mordia com força nas “tetas” do sistema, pois já sabiam das propostas do candidato. Mexida no bolso vira ódio mortal, alguma dúvida?

E vejam, quão corajoso e duro para Bolsonaro deve ter sido sua trajetória para chegar à Presidência, e quanto mais difícil está sendo trazer o Brasil  dentro dos trilhos até hoje, enfrentando barreiras cheias de armadilhas. Para os que entendem de política e raciocina sem ódio ou paixão, sabem que os feitos de Bolsonaro, nos termos de suas possibilidades políticas, sempre cerceadas nas Instituições, ao enfrentar a maioria dos políticos, até aqueles que o traíram, embora tenham sido eleitos só com a bandeira programática do Bolsonaro ante corrupção e o sistema podre. Especialmente São Paulo, Rio de Janeiro e Minas, cujos governadores lograram êxitos em eleições apertadas, por um só motivo, enxergaram a 
rejeição dos eleitores cansados da esquerda, sem eira e nem beira e ainda comunistas. 

Vejam que o fenômeno tendência momentânea propiciou à alguns políticos, a exemplo dos três governadores dos três mais importantes estados da federação e muitos parlamentares também, simplesmente ao mostrarem simpatia pelo Bolsonaro, não pela sua pessoa, mas para o que ele defendia como, Deus, família, pátria, justiça e liberdade, para ganharem eleições apertadas.

Com todas barreiras, podemos dizer fenomenais ou se preferirem, quase intransponíveis, vencidas por Bolsonaro, às mais monstruosas delas estavam por virem, após sua posse num país carente de reformas urgentes, que era enfrentar a maioria das Universidades lideradas por Reitores, Professores de esquerda e alunos de cursos médios, garotos que não conheceram bem o Lula e sua gang, pseudos – intelectuais, que jamais leram sequer Carl Max e outros socialistas copistas de roda pé, o grande esquema quadrilheiro montado pela maioria dos políticos e funcionários públicos de altos escalões veteranos insubstituíveis e atrelados pelos bárbaros e abomináveis segredos e tudo isto acobertado pela mídia conivente, regiamente remunerada e mais o ódio dos grandes artistas brasileiros que recebiam fortunas para financiarem seus eventos artísticos, os quais tiveram suas verbas incalculáveis cortadas e por fim, às Instituições, que por dever de ofício, dentro dos preceitos constitucionais, como Congresso Nacional, STF e outras  repartições públicas controladas nos escalões de baixo, por petistas frustrados, alguns sorrateiros sabotadores, impedindo o andamento de tudo. Este resumo que provoca tanto ódio ao Bolsonaro é noticiado pela mídia para todos os lares brasileiros como maldade do Presidente e infelizmente são poucos heróis jornalistas, blogueiros e uma pequena parte da imprensa desmentindo às injustiças e sob risco de penalidades.  

Outro motivo para irmos às manifestações é defendermos o Brasil, que é um país conservador, salvo do comunismo em 1.964, a pedido do povo que amotinou-se apoiando às Forças Armadas para intervirem e reorganizarem o Brasil, às quais entregaram o país aos civis 23 anos depois, salvo dos comunistas, mas não livre do canto das sereias dos esquerdistas aspirantes de comunistas, que ao assumirem, ávidos de poder, em apenas trinta anos, deixaram o país em polvorosa situação econômica e política. Gostem ou não de Bolsonaro, milagrosamente, ele salvou o país destes indivíduos corrompidos pela sede de poder absoluto. Imaginem só se o PT estivesse hoje no poder central, com tudo que acontece na América do Sul, por influência dos esquerdistas, sem contar os disfarçados investimentos da China nas Instituições e nos “cabeças ocas” vulneráveis ao vil metal. 

Imaginem como os líderes da esquerda são criminosos treinados, estrategistas sem escrúpulos, sendo minoria, conseguiram oito anos de Fernando Henrique (menos pior), oito anos de Lula e ainda conseguiram fazer os brasileiros engolirem uma Anta, analfabeta, guerrilheira, por mais seis anos como Presidente, vencendo o até então, promissor Aécio Neves, que hoje foi rebaixado de ganso a pintinho de granja de raça duvidosa. É nosso dever de justiça, neste parágrafo, excetuarmos pessoas de bem da esquerda que foram enganados pelos seus líderes superiores.

Mais motivos para estarmos nas manifestações é propor não votar mais nos políticos que não querem nos representar, omitindo-se de tomarem providências contra às ilegalidades e perseguições aos conservadores, deixarem este Presidente terminar o mandato para o bem do Brasil e aguardarem a vontade do povo, nas próximas eleições. Até agora, o que Bolsonaro mais demonstrou foi manter-se democrático, contrário aos seus opositores, que estão às margens da democracia.

Mais um motivo forte, um país como nosso, abençoado pela natureza, o celeiro de parte do mundo, a décima potência bélica, o quinto maior pais, a oitava economia do mundo, com um povo alegre, pacífico e capaz, não pode deixar nenhuma margem, ainda que mínima, para os comunistas domina-lo.

Outro grande motivo, quem é mais antipático e inspira perigo ao Brasil entre os seguintes políticos comprovadamente por suas últimas atitudes? Dória (mentiroso, sem escrúpulo e déspota), Renan Calheiros (indiciado como criminoso e metido a coronel do sertão), Omar Aziz (indiciado como corrupto e pedófilo), Humberto Costa (suspeito de desvio na saúde), Randolfe (rabo preso com campanha política, além de histérico e estridente), Lula (mentiroso, ladrão sem escrúpulos e bebum), José Dirceu (canalha comprovado e ameaçador), Dilma (Rsss, precisamos falar?), Ciro Gomes (brutamontes, mal educado e sem lado, metido a Coronel) Rodrigo Pacheco (covarde comprovado em rede nacional) Marina Silva (cometa, aparece a cada quatro anos e cada vez menos despreparada, além da aparência...ai não né?), (Artur Lira (traíra com cara de quem tem um extenso rabo preso) Moro (traidor, imbecil que deixou passar o cavalo mais bem arreado que já vimos – é a vaidade em pessoa, o pecado preferido do demônio), e Bolsonaro, tirando seu jeitão piadista, brincalhão é o retrato como diz o adágio “esculpido em carrara” do povo brasileiro, pode ter erros em algumas decisões, pois é impossível agradar todos, mas está mostrando por que veio, com a escolha dos seus competentes Ministros Técnicos (isto mata os antigos ídolos falsificados pela mídia, de inveja). Basta nós compararmos os ministros que eram da esquerda e os de hoje, com ressalvas positivas para alguns.

Contudo é o Presidente que mais fez a coisa certa no Brasil, pelo menos a nosso ver que conhecemos um pouco de política, sociologia, direito, psicologia, história geral, teologia, jornalismo e outras ciências, que para este texto não cabe cita-las. Creiam, não estamos cometendo vitupério contra ninguém, apenas convalidamos os textos que estamos escrevendo, com pesquisas sempre fundamentadas, para tentarmos informar bem. Torcemos para o nosso Brasil, não importa quem seja o Presidente, menos comunistas tipo os que já conhecemos hoje e os que recentemente saíram do armário, para nossa surpresa. 

Precisamos de mais motivos para se manifestarmos a favor do bem (aquilo que enseja o equilíbrio, o sensato, o progresso, a ética e a certeza da paz)? Está na hora de Bolsonaro devolver a Ministra Rosa Weber, a constituição que ele ganhou de presente dela, no dia da sua posse como Presidente.

Depois de tudo que escrevemos, esperamos modestamente, que todos os leitores enxerguem, que Bolsonaro não é o mito, apenas é o CARA que parte do Brasil odeia erroneamente, por ser o ser materializado, físico, palpável e visível, mas na verdade é que odeiam mesmo às suas ideias não valorizadas pela mídia e até deturpadas, pois a nosso ver, invés de Bolsonaro, qualquer um que fosse candidato, no lugar dele com o mesmo discurso, exceto esquerdistas, teria ganho aquelas eleições.

A não ser que o fato de ser Bolsonaro e não outro qualquer, tenha a intervenção da “Mano de Dios” ou “Hand of God”.

Fiquem com Deus, paz e que a manifestação seja pacífica e promissora!


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.