AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Invencibilidade com vários empates trava arrancada do Cruzeiro na Série B



Ao mesmo tempo em que completou oito jogos de invencibilidade na Série B, o Cruzeiro chegou ao 10º empate em 21 rodadas após ficar no 0 a 0 diante do CRB, domingo, no estádio Rei Pelé, em Maceió-AL. A escassez de vitórias mantém o time em 14º, com 25 pontos - mais perto do Londrina, na zona de rebaixamento (17º, com 21), do que Vasco, na primeira metade da classificação (10º, com 31). O Botafogo, 4º colocado, soma 35.

A última derrota do Cruzeiro na Série B foi para o Remo, por 1 a 0, em 20 de julho, no estádio Baenão, em Belém-PA. Na sequência, o time empatou com Vila Nova-GO, em Goiânia (0 a 0, em 24/7), e Londrina, em Belo Horizonte (2 a 2, em 30/7). À época, o técnico Mozart Santos pediu demissão em decorrência da série de nove partidas sem vitória, sendo substituído por Vanderlei Luxemburgo.

Desde que assumiu a Raposa, Luxa contabilizou três triunfos e três empates em seis partidas: Brusque (2 a 1), Vitória (2 a 2), Sampaio Corrêa (1 a 1), Náutico (1 a 0), Confiança (1 a 0) e CRB (0 a 0). O aproveitamento de 66,66% supera o índice geral do líder Coritiba (61,9%), porém o time paga o preço de uma campanha ruim no turno e segue com baixa probabilidade de acesso - 1,8%, segundo o Departamento de Matemática da UFMG.

Com Vanderlei, o Cruzeiro encurtou a distância para o G4 de 13 pontos, na 15ª rodada, para 10, na 21ª, além de abrir “gordura” de quatro pontos em relação ao Z4. Todavia, o time precisa de mais resultados favoráveis caso queira manter as esperanças de lutar pelo retorno à Série A. O próximo desafio é contra o Goiás, vice-líder com 38 pontos. As equipes medem forças na terça-feira, 7 de setembro, às 21h30, no estádio da Serrinha, em Goiânia.

O jogo diante do Goiás estava inicialmente marcado para sábado, 4, porém a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão da Série B, solicitou a alteração da data. Assim, o Cruzeiro terá mais tempo de descanso e preparação visando ao compromisso. Luxemburgo espera que a equipe continue evoluindo e subindo degraus na competição.

“O Cruzeiro é um clube de primeira divisão jogando a segunda divisão. A segunda divisão é totalmente diferente. Não é um jogo totalmente técnico, e sim de força, disputa e agressividade. Temos que equiparar isso aí. Mudamos a postura, tornamos a equipe mais aguerrida e os resultados estão acontecendo”.

Depois do Goiás, o Cruzeiro receberá a Ponte Preta em 11 de setembro (sábado), às 11h, pela 23ª rodada. Existe a chance de o jogo ser transferido do Mineirão para a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, visto que a prefeitura de Belo Horizonte proibiu a presença de público em eventos esportivos. A diretoria celeste confia na segurança dos protocolos de prevenção à COVID-19 e entende que pode receber torcedores em outras praças.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.