AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Polícia monta cerco na Fernão Dias e prende três com mais de R$ 5 mil em notas falsas

 


Além das notas falsas, trio, que seguia de Salvador para São Paulo, levava uma arma artesanal de grosso calibre, insumos para munição e um facão. 

Uma criança de 9 meses, que estava com eles, foi encaminhada para o Conselho Tutelar A Polícia Militar (PM) de Pouso Alegre montou cerco, na tarde do último domingo, 08, e conseguiu interceptar três pessoas, que seguiam em um Prisma pela BR-381, com mais de R$ 5 mil em notas falsas, armas e insumos para munições.

 No carro, com os suspeitos (dois homens de 34 e 19 anos e uma mulher de 39 anos), seguia também uma criança de 9 meses, filha do homem de 34 e da mulher de 39. A polícia chegou ao veículo após receber uma denúncia de que seu condutor havia passado cinco notas falsas de 100 reais em um posto de combustíveis na cidade de Perdões, a 182 quilômetros de Pouso Alegre. 

Quando o frentista percebeu o golpe, já era tarde, o automóvel saiu em disparada rumo à BR-381, onde seria interceptado, em alta velocidade, pela barreira da PM. 

Na abordagem ao veículo, os policiais encontraram 277 notas falsas de R$ 20,00, uma réplica de pistola, uma arma de fabricação artesanal de grosso calibre e insumos para fabricação de munições, além de 1 facão e 1 pino de cocaína, que pertenceria à mulher de 39 anos. E não parou por aí. A polícia ainda verificou que a placa do carro havia sido adulterada com fita isolante. 

De acordo com o que o condutor de 34 anos disse à PM, seria uma medida para escapar dos radares no trajeto que o grupo fazia entre Salvador (BA) e São Paulo (SP). Além da adulteração, o homem de 34 anos assumiu ser o dono das armas e munições apreendidas e afirmou ter comprado o dinheiro falso na internet pelo valor de R$ 500.

 Mesmo com a confissão do homem de 34 anos, os três adultos que estavam no veículo foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal de Varginha (MG). A criança foi entregue ao Conselho Tutelar, que ficou responsável por encaminhá-la para uma instituição de acolhimento.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.