AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Prefeitura de Congonhal desviou bloquetes do município para propriedade particular



 A Câmara Municipal de Congonhal investiga a denúncia de que a Prefeitura da cidade teria desviado bloquetes em bom estado, retirados de uma avenida que passa por obras. O destino do material seria uma chácara na zona rural da cidade, que pertenceria a um apoiador do atual prefeito, Moisés Ferreira Vaz (Republicanos). O político nega ter autorizado a doação do material e afirma que uma sindicância será aberta para apurar as denúncias.

De acordo com vereadores, no dia 27 de julho, ao menos três caminhões carregados com bloquetes seguiram para a chácara. Depois de as cargas serem depositadas no local, os parlamentares ainda conseguiram registrar imagens do material na propriedade.

Eles, então, chamaram a Polícia Militar, que foi até o local e registrou o Boletim de Ocorrência solicitado pelos parlamentares. Ainda de acordo com os vereadores, só depois que o boletim de ocorrência foi formalizado, a Prefeitura deu a ordem para que os bloquetes fossem retirados da chácara e encaminhados para a garagem da administração municipal.

A denúncia já está sendo analisada pelo departamento jurídico da Câmara Municipal de Congonhal. De acordo com o presidente da Casa, o vereador César Henrique (DEM), ela deve ter prosseguimento.

“Eu já encaminhei o Boletim de Ocorrência para o jurídico da Câmara para que ele tome as providências, para gente poder dar início à denúncia. A gente vai tocar pra frente isso, sim. Não vai passar em branco nenhuma atitude que lese o patrimônio público“, garante o parlamentar. 

Ainda de acordo com o presidente da Câmara, a análise do jurídico servirá como embasamento para que os vereadores decidam se abrem um Comissão Parlamentar para investigação ou se encaminham a denúncia diretamente aos órgãos de Justiça.

Entre os vereadores que acompanham o caso, Vanderval Mariano (DEM) é ainda mais enfático. “Isso não é desvio, isso é roubo”, disparou em um vídeo que publicou em suas redes sociais.

“Esses bloquetes tinham que ser destinados para o pátio da Prefeitura (…) para depois ser reutilizado em obras públicas e beneficiar toda a população” apontou o vereador, que, em seguida, listou uma série de indicações de vias da cidade onde os bloquetes poderiam ser utilizados. “É dinheiro nosso sendo doado para terceiros, para particulares”, reclama. Prefeitura afirma que instaurou uma sindicância para apurar a denúncia e diz que carga deixada na Chácara se tratava de entulho. Câmara avalia se vai abrir CPI ou enviar denúncia diretamente aos órgãos de Justiça. Propriedade pertenceria a apoiador do atual prefeito Ovimos ainda um vereador da base aliada do prefeito na Câmara, Gustavo Lopes (Republicanos). Ele afirmou não ter maiores detalhes sobre a denúncia, mas disse acreditar que o prefeito deveria abrir uma sindicância para apurá-la. “O caso que aconteceu, eu acho que cabe agora ao prefeito tomar as providências, né? Abrir um processo administrativo e apurar essa ocorrência”, avaliou o vereador. Para ele a denúncia é grave e o prefeito deve esclarecer os fatos.



Fonte: Tv Minas.com


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.