AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Agenda 21 & Cidadania - 10/09/2021

QUEIMADAS, E EU COM ISSO?

Sem dúvida nenhuma as consequências da queimada em área urbana afetam todos, através da poluição do ar que fica irrespirável. Além disso, contribui com o efeito estufa e mudanças climáticas, o que nos afeta de maneira direta. Fora estes efeitos em nossa saúde e qualidade de vida ainda temos que lidar com a poeira e fuligem em nossas casas e as roupas recém-lavadas e com cheiro de queimado. Por tudo isso nesta época do ano o que mais se ouve são reclamações sobre as queimadas, muita gente xingando aquele infeliz desconhecido que provocou a situação.

Pesquisas indicam que 99% das queimadas são provocadas por ações humanas. Mas se eu não sou o responsável direto por acender o fogo, o que eu tenho a ver com isso? A culpa certamente é de quem colocou o fogo ou da prefeitura que não impede que as queimadas ocorram na cidade, não é mesmo?

Muitos pensam desta forma, mas temos que reconhecer que parte da responsabilidade sobre as queimadas pode sim ter muito a ver conosco. Geralmente a queimada acontece em áreas de vegetação seca ou montes de lixo, nestes locais cabe intervenção do poder público para evitar a ocorrência do fogo. A ação da prefeitura neste caso começa pela existência da Lei 4876 que responsabiliza os proprietários pela manutenção da área. A partir da lei a prefeitura, através da Guarda Civil Municipal, realiza a fiscalização e a notificação ou multa aos proprietários que não estão cumprindo a lei. No ano de 2021 foram notificados 1271 terrenos sujos ou com queimadas até o momento.

Para quem não é proprietário de terreno não existe esta preocupação com sua manutenção. Mas podemos contribuir nas queimadas quando colocamos lixo nestes terrenos de propósito, por considerar que estão “sujos” por causa do mato. Precisamos entender que a existência de mato não torna um terreno sujo e não há motivo para colocar lixo nele, afinal temos coleta de lixo em nossa porta, né?

Mesmo aqueles cidadãos que não possuem este péssimo hábito podem, de outras formas, contribuir com as queimadas. Por exemplo, o fumante muitas vezes joga a bituca do cigarro nas ruas e se sabe que provocam incêndios, conforme demonstrado pelo Corpo de Bombeiros. Cidadãos comuns sem querer contribuem com um incêndio quando o lixo colocado nas lixeiras para a coleta pública acaba indo parar na rua, geralmente porque foi rasgado por cachorros ou pessoas. Este lixo se acumula em algum terreno ou contém cacos de vidro, ou outro material que ao aquecer com o calor do sol pode iniciar o fogo.

Pensando dessa forma todos somos responsáveis pelas queimadas e só nos resta ficar mais atentos a todas as condições que podem provocar uma queimada. Comecemos cuidando melhor do nosso lixo na porta de casa, vamos também participar de mutirões de limpeza em nosso bairro. E porque não conversar com vizinhos que costumam jogar lixo em terrenos ou com os proprietários destes terrenos para que façam a limpeza?

Ações simples em nosso dia a dia, individuais ou coletivas, podem ajudar na prevenção das queimadas e consequentemente tornarão nossa cidade melhor.

* Jaara Alvarenga Cardoso Tavares — Bióloga/Educadora Ambiental.
Artigo gentilmente cedido pela autora a título de colaboração com a Agenda 21 Local.

Engº Alencar de Souza Filgueiras
Presidente do Fórum Agenda 21 Local
Presidente do Conselho Fiscal do IBAPE/MG
Contato: agenda21localvarginha@gmail.com


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.