AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Atlético e Palmeiras se enfrentam por vaga na final da Copa Libertadores

atlético-mg, palmeiras, libertadores

A noite do dia 28 de setembro de 2021 pode ser histórica para o Atlético. A partir das 21h30, no Mineirão, o Galo enfrenta o Palmeiras em busca da vaga na grande decisão da Copa Libertadores. O primeiro jogo, na última semana, terminou sem gols. Para voltar a disputar a taça do principal torneio do continente, o Alvinegro precisa da vitória e contará com o apoio da torcida no Gigante da Pampulha. A partida terá transmissão da TV Alterosa para o estado de Minas Gerais e do SBT para todo o Brasil.

Diferentemente do primeiro jogo, em São Paulo, o Mineirão receberá torcedores nesta noite. A partida no Allianz Parque, na última terça-feira, não teve a presença dos palmeirenses. E, dentro do limite de 30% da capacidade, a casa alvinegra estará cheia. A maior parte dos ingressos colocados à disposição já foram comercializados. A carga total é de 18.467 bilhetes.
 
Para o Atlético, só a vitória interessa. Em caso de novo empate sem gols, a disputa da vaga na decisão vai para os pênaltis. Qualquer outro resultado é favorável ao Palmeiras.

Por falar em decisões por pênaltis, o Atlético tem uma estatística interessante. O Galo jamais foi eliminado nas penalidades na Copa Libertadores. Foram quatro disputas: Athletico-PR (oitavas de final em 2000); Newell's Old Boys-ARG (semifinal em 2013); Olimpia-PAR (final em 2013); e Boca Juniors-ARG (oitavas de final em 2021) - esta última com o goleiro Everson decisivo.
 
O Palmeiras, por sua vez, disputou quatro disputas de pênaltis em 2021 e saiu de campo derrotado em todas: Al-Ahly-EGI (disputa do terceiro lugar no Mundial de Clubes); Flamengo (Supercopa do Brasil); Defensa y Justicia-ARG (Recopa Sul-Americana); e CRB (3ª fase da Copa do Brasil).

Atlético

 
O Atlético está embalado para o confronto. Nos últimos 23 jogos, foram 16 vitórias, seis empates e apenas uma derrota. A equipe alvinegra, no entanto, se preocupa para o confronto desta noite. Depois de 14 partidas consecutivas balançando as redes, o time passou os últimos dois duelos sem marcar (empate com o Palmeiras, na ida da semifinal, e empate com o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro).

Por outro lado, o sistema defensivo do Atlético tem números relevantes. São oito jogos consecutivos sem levar gol jogando no Mineirão. Nas últimas cinco partidas disputadas na temporada, a equipe não foi vazada. 
 
Na Copa Libertadores, os números são ainda mais destacados. São sete jogos seguidos sem ter as redes balançadas pelos adversários. A equipe ainda não foi vazada nos confrontos eliminatórios, estatística que dá bastante confiança para o jogo desta noite.
 
Alguns jogadores do Atlético têm presença incerta no jogo. Os atacantes Keno (virose), Savarino (em transição após se recuperar de lesão na coxa direita) e Diego Costa (incômodo na coxa esquerda) são dúvida. O primeiro deles é o que tem mais chances de estar à disposição, mas mesmo assim não necessariamente será titular.
 
Diego Costa dificilmente terá condições de iniciar a partida ou mesmo de ir para o banco de reservas - apesar disso, o jogador apareceu em campo de chuteira no último treino da equipe antes da decisão. Sem ele, três jogadores disputam a titularidade: Eduardo Vargas, Keno e Eduardo Sasha, com ligeira vantagem para os dois primeiros.


Palmeiras
 
Desde o fim de junho, o Palmeiras passou a viver altos e baixos na temporada. Nas últimas 11 partidas realizadas, foram três vitórias, três empates e quatro derrotas. Depois do jogo sem gols contra o Atlético, a equipe poupou alguns atletas e acabou derrotada pelo Corinthians no clássico.
 
O técnico Abel Ferreira costuma surpreender nas escalações para jogos decisivos. Desta vez, porém, a tendência é que o português mande a campo a mesma formação utilizada no Allianz.

Tanto é que Abel resolveu poupar seis titulares no clássico contra o Corinthians no último sábado (derrota por 2 a 1), pelo Campeonato Brasileiro: o lateral-direito Marcos Rocha, o lateral-esquerdo Piquerez, os meio-campistas Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga, além do atacante Rony. Tudo para tê-los em melhores condições diante do Atlético.
 

Primeiro jogo

 
O primeiro jogo terminou sem gols no Allianz Parque. O Atlético teve as principais ações ofensivas e ainda desperdiçou um pênalti, enquanto o Palmeiras pouco criou e se preocupou mais em se defender.
 

Casas de apostas

 
As principais  casas de apostas  atuantes no Brasil indicam que o Atlético é grande favorito contra o Palmeiras na partida de volta da semifinal da Copa Libertadores.
 

ATLÉTICO X PALMEIRAS

 
Atlético
Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair, Matías Zaracho e Nacho Fernández; Eduardo Vargas (Keno) e Hulk
Técnico: Cuca
 
Palmeiras
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Rony, Dudu e Luiz Adriano
Técnico: Abel Ferreira
 
Motivo: jogo de volta da semifinal da Copa Libertadores
Estádio: Mineirão
Data: terça-feira, 28 de setembro
Horário: 21h30
Transmissão: TV Alterosa
 
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán (COL) e Jhon Leon (COL)
VAR: Andrés Cunha (URU)

Super Esportes

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.