AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Caldense avalia parceria com empresários e permanência de Marcus Grippi para 2022



A diretoria da Caldense já iniciou a série de reuniões para definir o planejamento da temporada de 2022. A parceria com o grupo de empresários de São Paulo e a permanência de Marcus Grippi no comando são alguns dos temas dos encontros.

De acordo com o presidente da Veterana, Rovilson Ribeiro, ainda é preciso “ter muita calma” para definir as situações. Ele adiantou, no entanto, que as análises sobre as duas questões têm sido positivas.

- Quanto à parceria, se analisarmos desde o momento que ela chegou para trabalhar conosco, nós temos um resultado positivo. Temos um quinto lugar em 2019, um quarto em 2020, com a vaga da Copa do Brasil. E 2021, ficamos em sétimo, mas com diferença de pontuação muito pequena [com o G-4]. Nesses anos, a Caldense nunca teve chance de descenso. Temos que ter muita calma para avaliar e não termos transtorno no futuro – disse em entrevista à EPTV, afiliada Rede Globo.

- O Marcus [Grippi] também é uma avaliação que foi feita. Se for analisado o período todo de seu trabalho, é da média para cima. Mas tudo vai depender de reuniões, das conversas, para ver a manutenção ou não na comissão técnica – completou.

 

Ribeiro destacou, ainda, que o planejamento também passa pela definição do contrato dos direitos de transmissão da competição.

- Estamos em um impasse por conta da verba que virá da televisão para os times. Não está definido porque o contrato venceu e o novo não foi definido. Estamos no aguardo desse resultado, de quanto virá, porque o planejamento é feito em cima das nossas condições.

Sobre a saída de jogadores em meio à competição, como ocorreu na reta final com a ida de Gabriel Santos, o artilheiro de todas as divisões, para o Ceará, além da transferência de Mariotto para o futebol da Arábia Saudita.

- [No caso de Gabriel Santos], não digo que a presença seria o que resolveria. Evidentemente trata-se de um jogador goleador que faz falta para qualquer equipe. Temos que analisar que a Caldense trabalha com muitos jovens, então a tendência é sempre revelar alguém que tenha o interesse de um clube que dispute uma série acima. Como foi o caso do Gabriel, que foi para o Ceará. E o Mariotto teve uma proposta irrecusável do exterior.

- O Gabriel não foi liberado, foi emprestado com uma proposta de compra que lá na frente pode trazer um retorno financeiro ao clube. E é assim que funciona, isso funciona em qualquer clube do Brasil.

Em 2022, a Caldense tem pela frente o Campeonato Mineiro e a Série D do Campeonato Brasileiro. A data para início das competições ainda não foi definida.

Série D 2021

A Caldense foi eliminada na Série D após perder de virada para a Aparecidense-GO por 3 a 1. Com isso, a equipe fechou a campanha no Brasileiro deste ano com 16 jogos, sendo sete vitórias, três empates e seis derrotas.

A Veterana terminou a participação no torneio deste ano mais uma vez sem conseguir avançar para as oitavas de final.

A última vez que o time chegou às oitavas foi em 2015, ano em que avançou um pouco mais e foi eliminada nas quartas de final pelo Ypiranga-RS nos pênaltis. A queda há seis anos foi a melhor campanha da equipe na competição, depois disso foram três eliminações na fase em que disputou agora (2016, 2019 e 2021) e três quedas na fase de grupos (2017, 2018 e 2020). 

GE



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.