AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Queiroga: 'Em breve teremos desobrigação de usar máscara'



O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que, em breve, a população brasileira será desobrigada a usar máscara, acessório fundamental para a proteção contra a COVID-19. Ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Queiroga criticou portarias relacionadas à obrigatoriedade ao uso do item de segurança.

Queiroga esteve no começo do mês na Itália, onde participou do encontro do G20, que reúne os países com as 20 maiores economias do mundo. Na ocasião, ministros da Saúde se encontraram para tratar, principalmente, da COVID-19. O chefe da pasta brasileira contou como foi no exterior e disse que recebeu uma orientação de tirar a máscara por parte de Tedros Adhanom, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Fui à Itália para o encontro do G20 e estava todo mundo sem máscara na rua. Fiz uma audiência bilateral com o diretor da OMS, no terraço. Eu estava de máscara e ele disse: "Ministro, vamos tirar as máscaras que aqui não precisa". Em breve, teremos essa desobrigação de usar máscara. Quem quer usar, usa. Mas essa mania de querer criar lei para tudo, daqui a pouco criam uma lei para obrigar as crianças vacinadas para a escola. Não precisa de vacina para ir para a escola. A OMS e a Unicef já determinaram isso", afirmou Queiroga.

Não é a primeira vez que Queiroga se posiciona sobre o fim da obrigatoriedade do uso de máscara no Brasil. O ministro também tem feito críticas ao "passaporte vacinal" adotado por algumas capitais, como o Rio de Janeiro, que exige a comprovação em academias e atrações turísticas.
 
Estado de Minas

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.