AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

'Se Flamengo tiver torcida, Atlético também terá', afirma presidente



Atlético esteve entre os 19 clubes do Campeonato Brasileiro que decidiram esperar o mês de outubro para autorizar um possível retorno do público aos jogos da competição. No entanto, o Galo está atento às movimentações do Flamengo, autorizado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a jogar com torcedores nas arquibancadas. Caso o Rubro-Negro desrespeite o acordo firmado pelas outras equipes (o time carioca não participou da reunião), o Alvinegro, que também tem liberação do tribunal, vai adotar a mesma postura.

O Flamengo conseguiu a liminar para ter jogos, junto ao STJD. Imediatamente, nós também conseguimos. Não faremos uso da liminar se o Flamengo não fizer o uso também. Se o Flamengo jogar, deixei claro na reunião, o Atlético vai usar o mesmo direito", disse Sérgio Coelho, em entrevista à Rádio Itatiaia.
 
Sérgio Coelho afirmou que essa postura só será tomada pelo Atlético em último caso. O Alvinegro pretende cumprir o acordo selado entre os clubes, que planejam uma nova reunião no fim do mês. A expectativa é de autorizar o retorno dos torcedores a partir da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.
 
"O Atlético é cumpridor de suas obrigações, respeita o que é decidido pela maioria, mas também não vai deixar que um clube se beneficie. Nós vamos jogar com torcida também, se necessário. Esperamos que o Flamengo nos acompanhe para não fazermos uso da liminar", completou.
 
Nesta quinta-feira, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, autorizou a presença de público nos jogos realizados na capital. A primeira partida a receber os torcedores será o duelo entre Atlético e Palmeiras, dia 28 de setembro, no Mineirão, pela volta da semifinal da Copa Libertadores.
 
O Atlético já jogou com a presença de torcedores na temporada. Nas quartas de final da Libertadores, contra o River Plate, pouco mais de 17 mil torcedores estiveram no Mineirão. O confronto, no entanto, gerou grande aglomeração e ocasionou na decisão do prefeito Alexandre Kalil, dia 22 de agosto, de voltar a proibir jogos com público na capital mineira.

Veja abaixo a nota oficial divulgada pelo Atlético nessa quarta-feira

O Atlético informa que, na reunião de hoje (8/9), organizada pela CBF e que teve a presença de todas as federações que representam times participantes da Série A e também dos próprios clubes (o Flamengo foi o único ausente), para tratar do retorno de público aos estádios no Brasileirão, ficou decidido que:
1) Os jogos poderão voltar a ter torcida a partir da 23a rodada, que acontecerá no início de outubro. Esse acordo está condicionado à permissão das autoridades locais, para que todos os clubes participantes da Série A tenham a mesma prerrogativa. Ou seja, a torcida poderá voltar desde que haja isonomia entre os clubes. Essa decisão foi aprovada de forma unânime: 19 votos a zero (exceto voto do Flamengo);

2) Os clubes entrarão com pedido junto ao STJD para que a liminar obtida pelo Flamengo, que lhe permite ter torcida à revelia da decisão do colegiado de times que compõem a Série A e da CBF, seja apreciada em regime de urgência, pelo Pleno do Tribunal. O intuito é que a liminar seja revogada;

3) Na hipótese de a liminar não ser cassada e de o Flamengo insistir em jogar com torcida, a despeito do acordo estabelecido no item 1 desta nota, a rodada será adiada pela CBF.

Super Esportes

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.