AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Sem água nas torneiras, moradores de cidade no sul de Mineira recorrem à fonte na praça



 Moradores do distrito do Sertãozinho, em Borda da Mata, no Sul de Minas, sofrem constantemente com a falta de água na região. O desabastecimento às vezes dura três dias, segundo relato de pessoas que vivem no local.

“Há meses que estamos vivendo assim e nunca temos uma resposta ou solução definitiva para esse problema. 

Nosso distrito anda sofrendo muito, ficamos até três dias sem água. Às vezes mandam caminhão-pipa para abastecer a população, mas ninguém nos dá uma resposta”, relata Danila Raquel dos Santos, que mora no distrito há 26 anos.

“Acaba que ficamos sem água até pra fazer nossas comidas. 

Já estamos bastante cansados de reclamar, porque a única coisa que sempre ouvimos é ‘o poço está em manutenção ou estamos mandando caminhão-pipa’. E quando liberam um pouco de água, ela vem parecendo que pegaram no rio”, afirma a moradora Andressa Silva.

Segundo moradores, foi em abril desse ano que a situação da falta de água se agravou. O distrito do Sertãozinho, que possui cerca de 2.500 habitantes, é abastecido por dois poços artesianos. Porém, nem a água dos poços tem sido suficiente para suprir a demanda – principalmente nesse período seco.

A população denuncia que não tem água para realizar atividades básicas do dia a dia, como cozinhar, lavar a louça, tomar banho e até mesmo para beber. 

Para tentar driblar o problema, alguns moradores recorrem à fonte que fica na praça do distrito.

“Falta água em casa, a gente vai até ao chafariz. Porém, às vezes nem no chafariz tem. Essa semana mesmo eu tive que comprar água para poder tomar”, conta Danila Raquel dos Santos.


O que diz a prefeitura

A reportagem do Terra do Mandu entrou em contato com a prefeitura de Borda da Mata para saber quais medidas estão sendo adotadas para solucionar o problema da falta de água no distrito do Sertãozinho.

 Em nota, a prefeitura informou que, além do envio de caminhões-pipa com água potável, um terceiro poço artesiano está sendo perfurado.

“O abastecimento é feito através de poços artesianos, porém, nesse momento de estiagem, estão sendo enviados caminhões-pipas com água potável. As medidas tomadas envolvem a perfuração do 3º poço artesiano, a manutenção dos poços já implantados e a criação de uma lei contra o desperdício de água potável, tendo em vista a falta de consciência da população”, diz a nota da prefeitura.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.